Cidades
Publicada em 10/09/2016 - 00h50min

Cibelli Marthos
Após impugnação

Armando da Farmácia indica filho

Foto: Daniel Carvalho

Inelegível, teve registro de candidatura indeferido
Após ter sua candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral, o ex-prefeito de Itaquaquecetuba Armando Tavares Filho (PR), o Armando da Farmácia, desistiu de concorrer ao cargo de chefe do Executivo e indicou seu filho Armando Tavares Neto (PR), o Armandinho, para participar da disputa.
Em entrevista ao Grupo MN, Armando afirmou que preferiu não aguardar o julgamento do seu recurso para que pudesse voltar para a disputa. "Achei melhor já apresentar o nome do meu filho e não esperar o prazo final para indicar um substituto, que seria dia 12 de setembro. Meu filho, inclusive, já está em campanha, percorrendo os bairros", declarou.
Armandinho tem 36 anos, é bacharel em Direito e nunca concorreu a um cargo público. "A experiência dele é como secretário de Obras, função que ele ocupou durante três anos no meu último mandato de prefeito. Ele é meu braço direito e está preparado para o cargo de prefeito de Itaquá", declarou o político.
Ele afirmou ainda estar confiante na vitória do filho na eleição de outubro. "Nós estamos crescendo nas pesquisas e acredito ser possível vencer a disputa", completou.
De acordo com a sentença do juiz Marcos Augusto Barbosa dos Reis, Armando não pode concorrer à prefeitura por estar enquadrado na Lei Ficha Limpa. "A rejeição das contas do impugnado, na condição de prefeito deste município, referentes ao exercício de 2010, já bastaria para a inelegibilidade. Mas o impugnado, também quando ocupava o cargo de prefeito, novamente teve as suas contas referentes ao ano de 2011 rejeitadas pelo órgão competente", explicou o magistrado em sua decisão.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos