Artigos
Publicada em 13/10/2016 - 22h56min

Andréia Gonçalves

Melhor bagunça

Nesta semana comemoramos mais um Dia das Crianças. Digo comemoramos porque ainda tento manter a minha muito viva, mesmo chegando perto dos 4.4, fisicamente falando.
Quem me conhece sabe que adoro uma bagunça, uma traquinagem daquelas bem feitas e brincar com meus amigos sempre que posso. E quando realmente tenho a oportunidade de conviver com crianças, adoro me jogar no chão, dar altas risadas e pular até cansar.
Meu sobrinho neto completou dois anos justamente nesse dia. Serelepe como qualquer criança saudável e feliz, nos encanta a todo instante. A mim, basta um "Titia Dedéiaaaaa" bem alto e já me derreto toda.
Esses dias, ao ver um vídeo e ouvir minha risada soltou um: "A titia Dedéia é muito engraçada"! Para quem adora uma folia, ter plateia é o estímulo para continuar, então, não vou decepcionar o menino e parto logo para fazer mais graça.
Adorava quanto tinha a oportunidade de organizar idas a orfanatos na região. Tínhamos um grupo de jovens e fazíamos visitas a essas instituições quinzenalmente. Éramos tão íntimos das casas que nos misturávamos aos internos e muitas pessoas que chegavam achavam que também éramos dali.
Apesar da circunstância pelas quais muitas delas tinham chegado àquela casa, mantinham o olhar de criança e a simplicidade dessa fase da vida. Só precisavam de um sorriso, de alguém que desse atenção e pronto, ali podíamos vivenciar a transformação nos olhinhos de cada um. Saíamos cheios de abraços, de carinho e de Amor, muito mais do que achávamos que estávamos doando.
Felizmente para mim, não consigo sair incólume à qualquer pessoinha que cruza meu caminho. Adoro mexer com quem tá quieto e armar um "fuzuê" daqueles.
Para quem diz não ter muita intimidade com crianças, vai uma dica: se entregue. Simples assim. Sem ressalvas, sem barreiras.
Não precisa saber, eles ensinam e quando menos esperar, estará ali com sua criança interior pulando, vibrando e agradecendo pela oportunidade de saber que ainda pode pulsar dentro do adulto que você se tornou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos