Brasil e mundo
Publicada em 15/03/2017 - 22h53min

Proposta

Temer diz que reforma é a solução

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Presidente citou exemplo de países como Portugal
O presidente Michel Temer (PMDB) disse que a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo federal evitará que o Brasil siga o caminho de outros países que, por não se prevenirem dos gastos excessivos com as aposentadorias, tiveram de fazer cortes de grandes proporções, chegando inclusive a cortes de salários de pessoas na ativa e aposentados.
"Não queremos que o Brasil tenha de fazer o que fez Portugal, ou seja, cortar salário de pessoas na ativa e de aposentados, ao mesmo tempo em que elevava a idade mínima para 66 anos e eliminava o décimo terceiro salário. Não queremos chegar a esse ponto. Não podemos fazer uma coisa modestíssima agora para daqui a 4 ou 5 anos termos de fazer como Portugal, Espanha e Grécia, que tiveram de fazer um corte muito maior porque não preveniram o futuro", disse.
Segundo o presidente, a proposta representa um "caminho para salvar a previdência do colapso e para salvar os benefícios dos aposentados de hoje e dos jovens que se aposentarão amanhã".
"Nós demos rumo seguro às contas públicas com o teto de gastos, imunizando o Brasil do populismo fiscal", acrescentou Temer durante cerimônia de lançamento do projeto Senhor Orientador, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília.
"Com toda franqueza tenho feito distinção entre medidas populistas e populares. As populistas são feitas de uma maneira irresponsável. Têm efeito imediato, aparentemente cheia de aplausos, para logo depois se revelar um desastre. As populares não. Elas não têm o aplauso imediato, mas têm o reconhecimento posterior", afirmou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos