Cidades
Publicada em 18/03/2017 - 19h41min

Fernanda Fernandes
Suzano

Hospital Estadual de Suzano tem entrega adiada de novo

Secretário de Estado da Saúde, Davi Uip, prevê agora que a inauguração da unidade ocorrerá até o fim deste ano

Foto: Erick Paiatto

Obra da unidade, que não será de 'portas abertas', está concluída, mas resta finalizar a contratação de pessoal
A inauguração do Hospital Público Estadual de Suzano, que estava prevista para até o início do próximo semestre, será adiada novamente, desta vez para até o final deste ano, segundo informações do secretário de Estado da Saúde, Davi Uip. As obras do prédio já foram concluídas e agora está em andamento a contratação de pessoal.
A unidade fará parte de uma nova estrutura do Hospital Auxiliar das Clínicas de Suzano, em uma área de 5,2 mil metros quadrados na rua Doutor Prudente de Moraes, na Vila Amorim. O local recebeu investimentos de R$ 31,8 milhões.
A princípio, o início dos atendimentos estava previsto para este mês e depois para o final deste semestre ou começo do próximo. Agora vai atrasar mais alguns meses. "Eu adoro inaugurar coisas funcionando. Mas sempre que me comprometo com datas que não tenho certeza, eu erro. Então, temos uma previsão para inaugurar o hospital de Suzano até o final do ano", assegurou.
O secretário atribuiu os atrasos das obras à crise econômica que assola o País, embora o orçamento da Saúde não tenha sido contingenciado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), como Uip mesmo afirmou: "Óbvio que o Brasil passa por uma enorme crise financeira. O Estado de São Paulo deixou de arrecadar, em dois anos, R$ 15 bilhões. Mas o governador não contingenciou a Saúde. Tivemos o nosso orçamento pleno".
Ele destacou que houve queda nos repasses federais, que diminuíram de 60% para 25% em 14 anos. "Tivemos que tomar decisões e uma delas foi não diminuir, mas aumentar o atendimento à população. Isso faz com que haja sobrecarga no custeio. Não paramos nenhuma obra no Estado. Absolutamente estratégico. Não diminuímos investimentos, mas tivemos que lentificar algumas obras".
A construção da passarela de interligação entre o novo hospital e o antigo já foi concluída, de acordo com o Hospital das Clínicas de São Paulo, responsável pela implantação. Toda a unidade está estruturada com ar-condicionado e a parte de mobiliário, hidráulica e elétrica também já foi finalizada.
O Hospital Público Estadual será responsável pela criação de mais 120 leitos, sendo 12 destinados ao setor ambulatorial, denominado Hospital-Dia. Além disso, haverá dez leitos semi-intensivos e três leitos pós-cirúrgicos.
O espaço ainda terá estrutura para o novo Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico, que será equipado com ressonância nuclear magnética, tomografia, mamografia, raio-x, ecocardiograma, entre outros equipamentos para diagnósticos.
Encaminhamentos
Apesar de toda a expectativa em relação à inauguração, vale lembrar que o Hospital Público Estadual não será de "portas abertas", ou seja, as pessoas não conseguirão atendimento indo até lá diretamente. A unidade será destinada a pacientes que vierem a ser encaminhados pelo Hospital das Clínicas de São Paulo.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos