Polícia
Publicada em 20/03/2017 - 22h36min

Fábio Miranda
Investigação

Homem é morto a tiros durante suposto roubo

Polícia foi acionada para atender ocorrência no Jardim Tropical, mas quando chegou ao local soube que Aloilson Neves tinha sido baleado

Foto: Daniel Carvalho

Vítima foi socorrida pelo Samu e levada para o Hospital Santa Marcelina de Itaquá
Aloilson Neves Campos, de 34 anos, morreu no Pronto-Socorro (PS) do Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, depois de ser alvejado por diversos disparos na rua Rodeio Bonito, no bairro Jardim Tropical, no final da noite de sábado, durante uma suposta tentativa de assalto contra ele.
O que a Polícia Civil sabe até o momento é que policiais militares foram acionados para atender uma ocorrência de disparo de arma de fogo, porém, quando os PMs chegavam ao local do crime foram avisados por moradores que Campos já havia sido levado ao hospital por uma ambulância.
Ao chegarem na unidade de saúde, os policiais souberam que a vítima já estava sendo internada na emergência para procedimento cirúrgico, mas após contatos com a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), os PMs souberam que a vítima havia sido atingida por um disparo na perna esquerda, no braço esquerdo, no tórax, no abdômen e no pescoço. Foi nessa hora que os policiais souberam da gravidade do caso.
A perícia foi até o local dos disparos, entretanto nada pôde ser coletado. De acordo com o registro do caso, a chuva que caiu na cidade no período da noite dificultou os trabalhos. Também não foram localizadas testemunhas que pudessem falar sobre o caso. Buscas foram realizadas próximo à rua onde tudo ocorreu, mas ninguém foi preso.
Em um primeiro momento, o caso havia sido registrado apenas como tentativa de homicídio, uma vez que Campos foi socorrido até o PS do hospital. Porém, pouco depois da 1 hora de anteontem, a vítima acabou morrendo em razões dos ferimentos.
Investigação
O caso deverá ser passado para o Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes, que buscará encontrar a identidade do autor do crime. A polícia tentará localizar câmeras de monitoramento de segurança que possam ter gravado a ação e falar com moradores da rua onde tudo ocorreu, além de colher informações com familiares e nas redes sociais.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos