Variedades
Publicada em 18/03/2017 - 00h16min

Mogi das Cruzes

Prefeitura sedia exposição em comemoração ao Dia do Artesão

Mostra, organizada pela Secretaria de Cultura, reúne 42 obras de artistas locais com o tema confecção de bonecas

O hall de eventos e exposições do prédio-sede da Prefeitura de Mogi das Cruzes recebe, até o dia 25 deste mês, a 9ª Mostra Comemorativa ao Dia do Artesão. A exposição, organizada pela Secretaria Municipal de Cultura, reúne 42 obras de artistas locais, com o tema confecção de bonecas. São, portanto, 42 bonecas, produzidas com diferentes materiais e também em distintas dimensões, que podem ser vistas de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. O prédio fica localizado na avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 277, no Centro Cívico.
Participam da mostra com obras de autoria própria as artistas Cris Lima, Edna Castro, Inês Fernandes, Lena, Maristela Afro, Marisol Galvez e Sandra Lopes. Todas foram convocadas a partir da inscrição no Cadastramento de Artistas e Profissionais da Cultura, que é a base de contatos utilizada pela Cultura para todos os eventos realizados ao longo do ano. A maioria delas também já participa de outros projetos do segmento de artesanato em parceria com a Cultura, como a feira Mogi Feita à Mão e a Oficina Divineira.
Nesta seleção atual, há bonecas de tecido, confeccionadas a partir de potes, garrafas e latinhas, além das feitas em cabaça. As possibilidades, contudo, são infinitas em se tratando deste que é um dos mais antigos e populares brinquedos do Brasil.
O objetivo da mostra é fomentar a produção artesanal no município e também prestar uma homenagem aos artesãos, cujo dia oficial é 19 de março. A 9ª Mostra Comemorativa ao Dia do Artesão terá um complemento no dia 21 deste mês, quando acontecerá o Seminário Olhares da Gestão Cultural. A partir deste dia, outros artistas e mais obras serão incorporados à exposição, fortalecendo a iniciativa.
Artesanato em Mogi das Cruzes
Em Mogi das Cruzes, o artesanato é uma atividade forte, principalmente em se tratando da confecção de panos de prato e utilitários de bambu. O artesanato em madeira (entalhe, recorte), tecido (pintura, patchwork) e cabaça também é representativo, ao lado de artigos em crochê e tricô, e também produtos feitos a partir de materiais recicláveis, como garrafas pet, CDs, madeira, tecidos, cabaça, papelão, sucata, lacres, tampinhas, dentre outros.
Devido à influência da imigração japonesa, artesãos mogianos viram no bambu a matéria prima com potencial para a produção de utilitários e também de fontes, elemento este inspirador, que contribui à meditação. A reprodução da cultura oriental também é encontrada em artefatos atuais, como, por exemplo, em estampas de tecidos e elementos decorativos de caixas, capas de caderno, dentre tantos outros materiais.
Mogi das Cruzes possui uma população religiosa e uma tendência à realização de festas comemorativas, a exemplo da Festa do Divino Espírito Santo, que se realiza anualmente e serviu de inspiração aos artistas e artífices na criação de objetos de devoção. Por isso, podem ser encontrados no Projeto Oficina Divineira objetos de decoração, bandeiras, bottons, esplendores, oratórios, santos, velas e tantos outros produtos que contam sobre a festa na cidade.
O projeto Mogi Feita à Mão é um reconhecimento ao valor do artesanato desenvolvido em Mogi das Cruzes e uma ação de fomento e de estímulo ao crescimento do segmento da cidade, de forma sustentável.
  • Bonecas são produzidas com diferentes materiais
  • Objetivo é fomentar a produção artesanal na cidade
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos