Variedades
Publicada em 15/07/2017 - 20h10min

Katia Brito
cultura

Secretaria estadual pretende ampliar diálogo com cidades

Romildo Campello, secretário adjunto, destaca os projetos e o encontro que será realizado com os municípios

Foto: Daniel Carvalho

Campello esteve recentemente em Mogi para a abertura da Virada Cultural
Intensificar o diálogo com as cidades do Estado é um dos principais objetivos da atual gestão da Secretaria de de Estado da Cultura, que tem à frente José Luiz Penna, e o mogiano Romildo Campello, como secretário adjunto. "Tem sido muito gratificante. Um desafio enorme. A Secretaria tem vários avanços, mas acabou se concentrando na capital. Queremos fazer com que a Cultura consiga dialogar com todos os municípios", explica Campello.
Com este objetivo, está programada para o próximo dia 27, uma edição do Encontro de Dirigentes de Cultura do Estado de São Paulo, que terá como tema "A Cultura necessita falar com todos". O evento deve ocorrer no Memorial da América Latina, na capital. "Estamos ainda no início das administrações municipais, e nós começamos em abril na Secretaria. Vamos reunir os prefeitos e secretários para mostrar o que já temos, otimizar algumas ações e retomar projetos", destaca Campello, que antes de assumir o cargo era ajunto na Secretaria de Turismo.
Segundo o secretário adjunto, há uma importante relação entre Turismo e Cultura, tanto que, em cerca de 70% dos municípios do Estado, os segmentos fazem parte da mesma Secretaria. "As duas atividades juntas podem gerar muitos benefícios, como empregos e desenvolvimento. Olhamos a Cultura sob o ponto de vista de plateia, da apreciação de um espetáculo, de uma exposição, e poucas vezes olhamos as pessoas envolvidas para que a atividade artística aconteça. E o público do teatro, do show, abastece o carro, come algo, leva uma lembrança. Turismo e Cultura estão muito unidos", ressalta.
Entre as ações da Secretaria na região, ele destaca o Projeto Guri, que atende as cidades de Arujá, Poá, Biritiba Mirim e Guararema, e está com inscrições abertas. Outro projeto é o Viagem Literária, que tem atividades programadas em Ferraz de Vasconcelos, em setembro, e Arujá, em agosto. A região também recebe a Virada Cultural, que acontece em Mogi das Cruzes, além de atrações do Circuito Cultural Paulista. Como forma de fomento, há ainda os editais do Programa de Ação Cultural (ProAC) que contemplam diferentes manifestações artísticas, alguns deles estão com inscrições abertas. Mais informações no site www.cultura.sp.gov.br. 
Próximos passos
Após a realização do encontro, segundo Romildo, deve ter início uma agenda de visitas aos consórcios regionais, como o Condemat. Entre as principais demandas apresentadas na Secretaria, ele salienta a busca por projetos de formação, como o Guri, referência em educação musical, e a questão do patrimônio histórico.
Para mudar o significado do patrimônio para as cidades e as pessoas, será realizada a Jornada do Patrimônio, que em Mogi das Cruzes acontecerá entre os dias 14 e 20 de agosto, incluindo visitas a patrimônios históricos e atividades culturais. Outras cidades do Estado, como Amparo e Itu vão participar. "A ideia é mostrar o patrimônio como instrumento de preservação da história e aliado do turismo, uma maneira de gerar riqueza para a cidade", conclui.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos