Cidades
Publicada em 12/08/2017 - 18h56min

Stefany Leandro
corredor leste oeste

Emissão de licença para obra de avenida segue indefinida

Prefeitura garante já ter enviado toda documentação ligada à questões ambientais, mas Cetesb nega informação

Foto: Daniel Carvalho

Com o imbróglio, o prazo para a entrega pode atrasar
A emissão das licenças ambientais necessárias para a construção da Avenida das Orquídeas, em Mogi das Cruzes, segue sem previsão para ocorrer. Enquanto a Prefeitura diz aguardar o parecer da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), o órgão estadual alega depender da apresentação de documentos por ele solicitado. Com o imbróglio, o prazo para a entrega do Corredor Leste-Oeste poderá ser adiado.
A nova via terá 2,3 mil metros de extensão, entre o rio Jundiaí e a rotatória da Via Perimetral, junto ao viaduto Argeu Batalha, em Brás Cubas, fazendo a ligação de Mogi com Suzano e com o Trecho Leste do Rodoanel. No local em questão, já é possível visualizar o traçado da estrada, que já começou a ser aberta desde a junção com a avenida Guilherme George, perto da passagem de nível, em Jundiapeba. No entanto, a continuidade dos trabalhos depende do licenciamento. "Para a execução desta fase, a Prefeitura aguarda somente a emissão das licenças ambientais. Toda a documentação já está com a Cetesb. O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, e de Obras, Walter Zago, estão acompanhando o andamento e vêm fazendo gestões para que elas sejam emitidas o mais rapidamentea possível", disse a administração municipal.
Procurada pela reportagem, a Cetesb informou que o processo de implantação da avenida em questão está em análise. "O mesmo objetiva a emissão da Licença Ambiental de Instalação. Após sua obtenção o empreendedor deve entrar com o processo para liberação da Licença de Operação", disse.
Questionado sobre a previsão de quando todas estas etapas serão concluídas, o órgão informou que não é possível dizer, pois "tudo depende da agilidade, por parte do empreendedor em apresentar a documentação solicitada", concluiu.
O corredor
Atualmente, 24% do cronograma de serviços do Corredor Leste-Oeste foi executado. A primeira etapa, entregue em dezembro do ano passado, ainda na gestão do então prefeito Marco Bertaiolli (PSD), consistiu na recuperação da avenida Tenente Onofre Rodrigues de Aguiar, entre as avenidas Cavalheiro Nami Jafet e Valentina de Mello Freire Borenstein.
Já a segunda fase, que engloba o alargamento da avenida Guilherme Georgi, entre o distrito de Jundiapeba e a divisa com o município de Suzano, está praticamente concluída. "O trecho que já está praticamente finalizado vai começar a receber nos próximos dias a implantação da iluminação pública", informou a Prefeitura de Mogi das Cruzes.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos