Cidades
Publicada em 13/09/2017 - 20h50min

Cibelli Marthos
Marketing

Propaganda do Estado engana público sobre obras e serviços

Vídeo destaca projetos em áreas como saúde e transporte, que ainda não saíram do papel ou estão incompletos

Uma propaganda institucional do governo do Estado veiculada na Imprensa regional dá conta de obras e serviços para o Alto Tietê que ainda não existem ou estão incompletos, deixando a população sem atendimento em diferentes áreas. No vídeo, do governo de Geraldo Alckmin (PSDB), é mencionado que Mogi das Cruzes recebeu um Fórum "novinho", mas esquece de avisar que o mesmo até está concluído, mas segue fechado e sem previsão de abertura.
O Hospital Estadual de Suzano, que na verdade se trata da unidade anexa ao Hospital Auxiliar das Clínicas, também é mencionado nas imagens, mas sem a informação de que a estrutura, após quatro anos de espera, recebe apenas pacientes já internados no prédio antigo, que passa por reformas, ou seja, sem a abertura das novas vagas esperadas pelo menos por enquanto.
Em cerca de 60 segundos, o governo do Estado abre o vídeo mencionando as três novas estações de trem entregues na região, se referindo as obras de reconstrução e modernização das estruturas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em Ferraz de Vasconcelos, Poá e Suzano. Nesta última, o projeto foi parcialmente concluído. Isso porque a segunda etapa da obra da estação ainda não tem previsão de ser executada. Vale lembrar que ela inclui uma segunda plataforma, pátio de manobras para as composições, retirada da passarela de pedestres antiga e revitalização do entorno, medidas necessárias para que o Expresso Leste chegue até a cidade de vez.
Em seguida o vídeo trata da obra para continuação da avenida Guilherme George, a avenida das Orquídeas, que segue em andamento em Mogi das Cruzes, e também do desassoreamento de 120 quilômetros do rio Tietê, que acontece no momento em Itaquaquecetuba.
Logo após são informados os investimentos na saúde, inicialmente com a entrega do Centro Oncológico, instalado ao lado do Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi, o projeto para o Hospital Arnaldo Pezzuti, também na cidade, para receber 60 novos leitos para a recuperação de dependentes químicos. Neste último caso, a promessa para a abertura dessas novas vagas existe há quatro anos, mas até agora não existe previsão de quando o serviço será ampliado.
Hospital
Para Suzano, de forma muita rápida, em poucos segundos é informado apenas que o Hospital Estadual está em construção. A situação da unidade, que ainda não foi inaugurada após mais de quatro anos de espera, tem gerado muita dúvida e críticas por parte de políticos e autoridades da região. Isso porque o secretario de Estado da Saúde, Davi Uip, esteve em Mogi há duas semanas e afirmou que a unidade já estava em pleno funcionamento.
O fato é que a nova estrutura hoje é utilizada apenas para abrigar os pacientes internados no prédio antigo, que está sendo reformado. Conforme a reportagem apurou com funcionários do local, a obra pode durar até três anos e neste período não seriam disponibilizados novos leitos para pacientes da região, conforme prometido.
O Hospital das Clínicas, por sua vez, não informa qualquer detalhe ou prazo sobre a manutenção do espaço antigo e a abertura de fato para pacientes das cidades da região.
  • Governador Geraldo Alckmin em visita à Mogi
  • Segunda etapa da obra da estação Suzano ainda não tem previsão
  • Fórum foi entregue em Mogi pelo governador mas segue fechado

Obras e projetos prometidos pelo governador Geraldo Alckmin

Pelos menos quatro promessas do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para o Alto Tietê ficaram apenas nas palavras durante suas visitas à região nos últimos sete anos. Sem andamento, projetos como a reforma das estações de trem de Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba, a alça de acesso ao Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21) em Suzano e a conclusão da Marginal do Una, na mesma cidade, nunca saíram do papel e tornaram quase lendas entre a população e até entre as autoridades.

Mogi
Reforma das estações de Mogi
A modernização das estações de trem de Brás Cubas, Mogi das Cruzes e Estudantes está sendo tratada desde 2012 pelo governo estadual, que anunciou a execução dos trabalhos assim que as novas estações de Ferraz de Vasconcelos e Suzano estivessem prontas. Os dois novos pontos de embarque e desembarque de passageiros, após muitos atrasos, foram entregues em 2015 e 2016 e desde então o Estado afirma não ter recursos para fazer a revitalização necessária nas três estações de Mogi para que as mesma ganhem itens de acessibilidade, muito cobrados pela população, e também para que o Expresso Leste chegue até o município.

Estrada da Volta Fria
Apesar de não ter prometido o recapeamento em si da estrada da Volta Fria, o governador Geraldo Alckmin garantiu, durante inauguração da revitalização da estrada Mogi-Guararema há mais de dois anos, que faria o projeto executivo da obra. O assunto foi esquecido desde então.

Suzano
Alça de Acesso Rodoanel
A alça de acesso ao Trecho Leste do Rodoanel é solicitada por Suzano e Ferraz de Vasconcelos desde 2014. Alckmin garantiu que a mesma sairia do papel e seria instalada no final da estrada dos Fernandes, que inclusive seria duplicada, mas nenhuma das duas propostas teve andamento até o momento.
Marginal do Una
Solicitada há mais de dez anos, a conclusão da avenida Mário Covas Junior, a Marginal do Una, também foi garantida pelo governo do Estado, mas se tornou uma lenda entre os suzanenses. O projeto executivo chegou a ser feito e a licitação aberta, mas a obra não aconteceu por falta de recursos. Hoje as pistas inacabadas se tornaram ponto de descarte de lixo e entulho, além do mato alto.
Itaquá
Modernização das estações
A reforma estações de trem Manuel Feio e Itaquaquecetuba é aguardada desde 2013, quando os trabalhos foram anunciados pelo governo do Estado. Passados quatro anos, nenhuma melhoria foi realizada, o que tem revoltado os vereadores da cidade. Eles criaram uma petição on-line cobrando a modernização dos pontos de embarque e desembarque, que não apresentam itens básico de acessibilidade.


Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos