Editorial
Publicada em 27/09/2017 - 22h16min

Paisagismo

Quem acompanha os jornais do Grupo Mogi News já notou que as reclamações de moradores dos bairros das cidades do Alto Tietê em relação ao abandono de terrenos é pauta constante. Divulgamos frequentemente cobranças de munícipes ao Poder Público, para que tomem providências sobre áreas com mato alto, lixo e entulho.
Sabemos que a verba está curta para todos, incluindo as administrações municipais, mas, a verdade é que as Prefeituras precisam pensar mais no paisagismo dos bairros. Além de ser benéfico à saúde, já que minimiza as chances de contaminação por materias infectados, insetos e animais, é muito importante para uma melhora na qualidade de vida, além de uma maior valorização da área em questão. Um simples pomar no lugar de um terreno abandonado já traz outra perspectiva em relação à rua e inibe o descarte de material irregular.
Na semana passada comemoramos o Dia da Árvore e trouxemos ao leitor o exemplo dos moradores da rua Dona Áurea Martins dos Anjos, em Jundiapeba, que, preocupados com o meio ambiente e com o próprio bairro, utilizaram uma área de terra ao lado do muro da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) para criar um jardim comunitário. O espaço reúne diversos tipos de plantas e flores, que, com a chegada da primavera, estão desabrochando, tornando a área ainda mais bonita e colorida. Os cuidados com o jardim são divididos entre os vizinhos, que se dedicam também à plantação de novas mudas. Também tivemos um exemplo parecido na Vila Nova Amorim, em Suzano. Em fevereiro divulgamos o jardim comunitário feito pelos moradores. São atitudes que servem de exemplo, pois a ação une a vizinhança em prol de uma causa.
Mas, que fique claro que o objetivo aqui não é "puxar a orelha" da população. O jardim comunitário é uma pró-ação dos moradores, mas não é uma obrigação. O Poder Público é quem tem que fiscalizar as áreas da cidade. Porém, se gostou da ideia, junte um grupo no seu bairro e proponha a criação de um jardim comunitário. É contagiante e certamente muitas pessoas irão aderir.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos