Editorial
Publicada em 03/10/2017 - 21h22min

Armas

O massacre ocorrido no último domingo em Las Vegas, nos Estados Unidos, traz de volta um tema polêmico: o direito de andar armado. O atirador Stephen Paddock, que matou 59 pessoas e feriu mais de 500 durante um show de música country, era dono de 42 armas, sendo que mais de 20 ele conseguiu levar para dentro de um hotel sem qualquer problema, uma vez que a legislação norte-americana permite o porte. O assassino possuía vários rifles, como os modelos AR-15 e AK-47, além de centenas de cartuchos de munição.
Um artigo publicado no site Metrópoles aproveitou a tragédia para publicar um artigo intitulado "Enquanto EUA sangram, Brasil quer flexibilizar o uso de armas". Isso porque, na política nacional, o interesse de boa parte dos deputados é realizar um plebiscito no ano que vem para ver se a população quer ou não revogar trechos do estatuto do desarmamento e, com isso, facilitar a compra e o uso de armas por aqui.
O tema parecia resolvido no Brasil, uma vez que já fora debatido com o povo. Em 2005 foi realizado um referendo sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições, com vistas à aprovação ou não do disposto no art. 35 da lei nº 10.826, de 23 de dezembro de 2003, conhecida como Estatuto do desarmamento. Nesta consulta, a maioria do eleitorado preferiu votar pelo "não", isto é, contra a proibição.
Mesmo assim, o governo começou a dificultar a compra de armas por pessoas comuns, tendo inclusive feito centenas de campanhas para o desarmamento. Mesmo assim, todos sabemos que o mercado ilegal supre essa complicação para se comprar arma no Brasil. A maioria das pessoas que as possuem não está de acordo com a lei. Elas acabam comprando no mercado informal.
Muitos dirão que um maníaco como o atirador Stephen Paddock encontraria alguma forma de conseguir armas em qualquer país. Outros acreditarão que uma lei firme poderia evitar a tragédia de Las Vegas, já que o assassino teve toda tranquilidade para preparar mais de 20 armas, posicioná-las em duas janelas de um prédio luxuoso e começar os centenas de disparos.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos