Polícia
Publicada em 11/10/2017 - 21h45min

Fabio Miranda
Mogi

Acusado foge da PM, cai em rio e morre

Douglas Santos da Luz foi reconhecido em um roubo a comércio e estava em carro roubado; ao ver a polícia, ele apontou arma e acabou baleado

Foto: Divulgação

Na fuga, homem bateu na ponte, engatou ré e ainda tentou atropelar os policiais
O suspeito Douglas Santos da Luz morreu no final da tarde de anteontem, em Mogi das Cruzes, depois de se envolver em um confronto com policiais militares do 17º Batalhão. O suspeito, de acordo com informações passadas pelo comando, tentou atropelar os PMs e, ao descer do carro, apontou a arma para os policiais.
Tudo teria começado após indivíduo ter roubado um estabelecimento comercial na rua Nito Sona, no distrito de Jundiapeba. Ele teria subtraído do local produtos alimentícios e mais uma quantia em dinheiro. O veículo que Luz teria usado para praticar o roubo, um Fiat Siena, de cor prata, tinha queixa de roubo por Suzano.
O crime foi comunicado à Polícia Militar e pela estrada da Varinhas, na altura do quilômetro 39, uma equipe localizou o Siena pela via e uma perseguição começou. Pela avenida Kishiro Watanabe, em Pindorama, o suspeito bateu o carro em uma ponte.
Nesse momento os policiais desceram da viatura e ordenaram que o suspeito se entregasse, porém, o motorista do Siena fez exatamente ao contrário. Engatou a ré e teria tentado atropelar os policiais.
Sem sucesso, ele bateu novamente o carro na ponte e desceu com a arma na mão, mas antes que pudesse disparar, foi atingindo por um tiro dado por um dos policiais.
Após ser atingido, Luz caiu no córrego que passa sob a ponte.
O cabo Fragoso explicou que foi preciso descer até o local e retirar o homem da água a fim de socorrê-lo, no entanto ele acabou morrendo devido aos ferimentos.
A arma que ele teria usado no assalto também caiu no rio, mas foi recuperada, assim como os produtos e o dinheiro roubado.
Existe ainda a informação de que Luz teria cometido diversos roubos em Suzano e Jundiapeba.
Além de ser investigada pela Polícia Civil, a ação também será verificada pela Polícia Judiciária Militar, como de praxe.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos