Cidades
Publicada em 13/11/2017 - 22h01min

*Isabella Grisaro
Ferraz

Polícia faz reintegração em área com 40 famílias

Moradores que viviam em terreno ilegal na estrada José Gaspar Delgado fizeram protesto

Foto: Aurélio Alves/Secom Ferraz

Construções erguidas por populares no local eram irregulares, pois trata-se de Área de Proteção Ambiental
A Polícia Militar de Ferraz de Vasconcelos realizou ontem uma ação de reintegração de posse, seguindo ordens de um mandado judicial. Cerca de 40 famílias moravam ilegalmente na estrada José Gaspar Delgado, em um terreno de propriedade privada e tiveram que ser retiradas do terreno, que se trata de uma de Área de Proteção Ambiental (APA).
A operação que contou com Policiais Militares, oficiais de justiça, enfermeiros e agentes de trânsito, teve uma equipe formada por 96 homens durante a ação. Segundo informações da PM, a previsão era que a ação fosse pacífica, entretanto, não ocorreu dessa maneira. A população causou incêndios nas casas propositalmente e o Corpo de Bombeiros esteve no local para combater as chamas. 
O grupo teve apoio do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MSTS) para permanecer no local desde a semana passada, onde residia ilegalmente desde então. As casas eram feitas de madeira e foram removidas com tratores e auxílio de profissionais, pois a área, localizada na estrada José Gaspar Delgado com esquina na rua Vicente Hao, é particular e pertence a uma empresa. 
Em alguns barracos foram encontrados pneus, garrafas vazias, galões com combustíveis e escudos artesanais, pois os invasores planejavam fabricar coquetéis-molotov para combater as ações policiais, porém, estes materiais não foram utilizados pelo grupo. 
A Prefeitura de Ferraz também auxiliou na ação e enviou caminhões que estavam disponíveis para transportar os bens da população. No local, também era possível realizar o cadastro de famílias que foram despejadas em programas habitacionais.
Trabalho
Na operação houve o trabalho de 65 PMs, quatro oficiais de justiça, um conselheiro tutelar, dez agentes de trânsito, dez guardas civis, duas equipes de canil e um Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) com um médico e três enfermeiros.
*Texto sob a supervisão do editor
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos