Esportes
Publicada em 30/11/2017 - 22h27min

Estadão Conteúdo
sorte lançada

Fifa realiza hoje sorteio da Copa do Mundo 'Rússia 2018'

Seleções tradicionais como Espanha e Inglaterra podem cair no grupo do Brasil na primeira fase da competição

Foto: Divulgação

Sorteio será realizado no suntuoso Palácio de Kremlin, às 13 horas (Brasília)
Com Pelé e Maradona na mesma sala, a Fifa quer transformar o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2018 em uma demonstração de que superou as suas crises e divisões e ainda pretende abafar a proliferação de denúncias de corrupção vindas dos tribunais de Nova York, nos Estados Unidos. Para isso, contará com a ajuda de Vladimir Putin, presidente da Rússia, que garantiu uma blindagem total aos dirigentes, assim como um volume inédito de recursos públicos para um Mundial de futebol.
O pontapé inicial do Mundial será o sorteio das chaves, realizado no suntuoso Palácio do Kremlin, hoje, às 13 horas (de Brasília). Seu resultado irá traçar o caminho pelo qual o Brasil terá de tomar para tentar alcançar o hexacampeonato mundial. Além dos adversários, o sorteio também definirá por quantas cidades a seleção brasileira terá de viajar.
O Brasil, porém, será um dos poucos classificados para a Copa do Mundo sem a presença do presidente de sua federação. Marco Polo Del Nero, indiciado nos Estados Unidos e citado semanalmente pelas testemunhas em Nova York por crimes de corrupção, optou por não viajar.
Cabe assim a uma comissão técnica que nunca foi a uma Copa do Mundo defender os interesses do time. Edu Gaspar, coordenador de seleções, admitia nesta semana a ansiedade para conhecer o resultado do sorteio. Será a partir disso que a CBF irá montar o seu plano para os próximos seis meses e até mesmo escolher amistosos contra seleções similares aos adversários. "Não temos nenhuma experiência em Copa", admitiu o novato coordenador. "Mas sabemos que temos de estar consciente das responsabilidades", disse, indicando que passou semanas estudando o que ocorreu com a seleção em 2006, 2010 e 2014.
Já na primeira fase, o Brasil pode pegar de cara seleções fortes como Espanha ou Inglaterra e, dependendo da chave que cair, cruzamentos perigosos com outras potências.
Cafu, um dos escolhidos da Fifa para ajudar no sorteio, não vê problemas em enfrentar seleções de peso - para o capitão do penta, "isso faria bem para o grupo". Entre os treinadores que circulavam por Moscou, o sentimento variava entre aqueles que simplesmente estão contentes de terem chegado ao Mundial, como os de Panamá e Islândia, e outros já traçando os seus planos na busca do troféu.
Mas se é o sorteio que determinará os rumos de cada seleção, os organizadores tomaram medidas para garantir que o evento seja uma demonstração de força, tanto da Fifa como da Rússia.
Compartilhe

Video

Mais vistos