Editorial
Publicada em 18/11/2017 - 19h57min

Pouco importa

Há mais de um ano, desde a queda da petista Dilma Rousseff, o nome do atual presidente da República Michel Temer (PMDB) toma conta do noticiário. Em setembro do ano passado, os questionamentos se apoiavam nas mudanças que seriam feitas no modo de governar e nos nomes escolhidos para acompanhá-lo durante o seu mandato, depois vieram as denúncias, em seguida o 'fica, não fica'. Hoje em dia, o assunto do momento é: quem vai assumir no lugar de Temer em 2019?
Muito se especula sobre a política interna, e pouco se fala dos problemas sociais encontrados em todo canto do país. A política é um assunto que vem interessando aqueles mais bem informados e que se preocupam com essa questão, mas o povo, com necessidades mais urgentes, que não tem plano de saúde, escola para os filhos, transporte e emprego, pouco se importa, neste momento, com o nome do próximo sujeito que irá assumir a cadeira mais importante do Brasil. Eles clamam por resultados e melhorias, seja lá de que lado essa ajuda vier. E não estão errados em pensar assim. Enquanto a grande mídia usa boa parte de suas páginas do jornal e a televisão gasta seu tempo de noticiário falando do Temer e pensando no futuro próximo, a população passa por necessidade, hoje. O governo aprova absurdos como aumento de 15% no plano de saúde, mas esse tipo de notícia tem prazo curto de validade. Logo toma os cantos das páginas, sem muito destaque.
Estamos esperando as eleições do ano que vem como se essa fosse nos trazer a salvação. Mas, e se não aparecer nenhum salvador da pátria? A classe média passa por necessidades, mas consegue segurar as pontas, mas e os mais pobres? Até as eleições, muitos ainda irão morrer, vítimas da violência, falta de assistência médica etc. A situação precisa mudar já. Não adianta esperar 2019 para, quem sabe, tudo começar a melhorar. É como se, até lá, nada pudesse ser feito. Resta aguardar. Isso está errado. A mídia tem que fazer sua parte e continuar cobrando melhores condições do poder público a quem necessita, hoje. Quem está no comando de uma nação tem esse compromisso constante.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos