Artigos
Publicada em 16/12/2017 - 19h18min

Luiz Felipe da Guarda

Saúde Funcional

A técnica de liberação miofascial é um dos métodos de tratamento dos tecidos moles mais antigos da história. Muitas dores cervicais têm como origem primária a tensão miofascial, que leva a restrição tecidual e consequente diminuição do arco de movimento de uma articulação. Na região cervical, a tensão gerada por músculos vertebrais, pré-vertebrais e acessórios da respiração podem contribuir muito para o desequilíbrio postural e originar patologias musculares e articulares como os osteófitos cervicais, a artrose e a irritação nervosa por diminuição de espaço articular.
A fáscia é um tecido conjuntivo de sustentação, invólucro de órgãos e músculos. Os invólucros musculares encontram-se internamente ligados, em continuidade, de maneira a formar um verdadeiro esqueleto fibroso apoiado sobre o esqueleto ósseo. Rodeia todos os órgãos em forma tridimensional e desta maneira permite mantê-los em uma correta posição e funcionamento.
Temos duas musculaturas diferentes a fásica, que tem função dinâmica, e a tônica, que tem função estática. A patologia da musculatura fásica é a fraqueza, atrofia, paresia. Já a patologia da musculatura tônica é a retração e o encurtado. Quando um músculo encurtado é ativado, ocorre menos tensão porque os filamentos ficam sobrepostos com uma ativação incompleta das pontes transversais. Quando a ativação é em um músculo alongado, a tensão de fibras é maior porque as pontes transversas estão tracionando para fora.
Em relação aos distúrbios miofasciais, que antecedem muitas patologias de abordagem ortopédica clássica (artrose, cervicalgia, cervicobraquialgia, compressão articular,), podemos afirmar que a prevenção das retrações miofasciais, através de técnicas alongamento específicos com orientação de profissionais da área parece ser a melhor estratégia de intervenção terapêutica. A manutenção da flexibilidade e da boa sinergia muscular associado a uma boa postura corporal parece ser a fórmula para prevenirmos muitos problemas com raízes no sistema osteomioarticular.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos