Cidades
Publicada em 26/01/2018 - 23h31min

Centro Esportivo

Começa a retirada de equipamentos

A Secretaria de Esportes já iniciou a retirada dos equipamentos esportivos que funcionam no Centro Esportivo do Socorro

Foto: Mogi News

Local será desativado com a vinda do Sesc à região
A Secretaria de Esportes já iniciou a retirada dos equipamentos esportivos que funcionam no Centro Esportivo do Socorro. A expectativa é que o atendimento que é feito no espaço, seja remanejado para outros locais do município até o fim do primeiro semestre. O judô, um dos serviços mais antigos e conhecidos da cidade será, transferido para o Pró-Hiper, no Mogilar. Já os aparelhos da piscina devem ser levados para a sede da Associação dos Servidores Municipais de Mogi, no Socorro. A medida será tomada em função da implantação do Serviço Social do Comércio (Sesc) na área.
De acordo com o secretário de Esportes, Nilo Guimarães, a transferência do espaço do judô já foi iniciada. "Vamos desativar o Centro Esportivo do Socorro gradativamente. O único problema que temos é com a piscina pública, que vamos perder. Tentaremos adequar uma na Associação do Servidores. O equipamento de aquecimento que temos, vamos levar para lá. Contamos com um lugar pré- estabelecido para o judô, que é o Pró-hiper e estamos transferindo algumas coisas para lá", informou.
Segundo Guimarães, atualmente, 1,1 mil pessoas usam o centro por mês. "Ainda vamos propor uma parceria com a Associação dos Servidores. Vemos isso com uma boa perspectiva, pois o local ficaria perto para que nossos atletas tenham acesso e treinem. Sobre a utilização do público, acho que podemos fazer uma grade, vamos manter o diálogo aberto", destacou.
Desde que foi anunciada a vinda do Sesc para o Centro Esportivo do Socorro, o grande temor dos usuários era a retirada dos serviços que funcionam no espaço. Na época das visitas dos diretores da entidade, foi cogitada a gestão compartilhada do centro esportivo enquanto estivesse em operação a unidade provisória. O projeto de cessão da área ainda precisa ser votado na Câmara. (L.N.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos