Cidades
Publicada em 01/02/2018 - 22h53min

Só pedestres

Fim de passagem divide opiniões

O fechamento da passagem de nível da rua Doutor Deodato Wertheimer, na área central de Mogi das Cruzes, será amanhã e já está preocupando comerciantes e motoristas que passam pelo local

Foto: Vitoria Mikaelli

A partir de amanhã o local não poderá ser mais utilizado para o tráfego de veículos
O fechamento da passagem de nível da rua Doutor Deodato Wertheimer, na área central de Mogi das Cruzes, será amanhã e já está preocupando comerciantes e motoristas que passam pelo local. A equipe do Mogi News entrevistou algumas pessoas para saber as diferentes opiniões sobre a decisão.
O gerente de uma loja de móveis, Carlos Eduardo Pereira, de 38 anos, está preocupado com a diminuição do fluxo de carros, que segundo ele, auxilia na divulgação da loja para o maior número de pessoas possível. "É terrível para nós, pois vai atrapalhar muito, mas tendo a passagem para os pedestres já ajuda bastante", comentou ele.
Porém outras pessoas acreditam que mudanças como essa podem ser positivas para a cidade, como é o caso da vendedora Célia Cristina Neves, 50. "Acho que toda mudança é válida e depois a Prefeitura irá se aprimorar com decorrer do tempo, e as coisas vão se ajeitando".
Já os novos comerciantes não pensam da mesma maneira, como o Maurício Leopoldino Farias da Silva, 27, que inaugurou uma lanchonete próxima ao acesso há um mês. "Antes de abrir já haviam boatos de que isso iria ocorrer. Então na época, procurei falar com a Secretaria de Transportes, e disseram que seria algo a longo prazo e iriam avisar os comerciantes quando fosse decidido, o que não aconteceu".
Silva revelou que ficou sabendo da notícia por meio do jornal e que está satisfeito em saber que o caminho ficará livre para os pedestres. "O problema para mim não é necessariamente a redução do fluxo de carros, mas gostaria de ter recebido mais informações pela Prefeitura, já que corri bem antes atrás do assunto".
Para o frentista Marcos Flávio Moreira, 43, essa mudança não trará benefícios, pois não gosta de utilizar o novo túnel. "A saída é fora de mão e por aqui, na rua Doutor Deodato, o acesso à avenida é mais fácil. Vai atrapalhar meu cotidiano já que passo por aqui todos os dias e terei que mudar a rota", falou Moreira.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos