Artigos
Publicada em 30/01/2018 - 22h41min

Raul Rodrigues

Pela via da covardia

O ideal é uma invenção do intelecto, sem existência real. No afã de fugir ao que é, criou a dualidade: bom/ruim, alegre/triste. E por ela pagamos todos pecados, Agora: é pelo enfrentamento que a dualidade deixa de existir.Enfrentar um fato significa penetrar completamente a não-conformidade pela metodologia ou pela ação saneadora certa, e então, ou se descobre o que agrada, e nesse caso o conflito continua intacto; ou, ainda, se percebe tudo o que o problema implica e fica-se livre do desdobramento: o medo!
O medo é uma emoção provocada por um perigo antecipado. Essencial para a sobrevivência da espécie humana. Permite-nos identificar rapidamente os perigos que ameaçam nosso bem-estar e, por vezes a nossa própria vida. Protege-nos, obrigando-nos a avaliar determinada situação e escolher a melhor maneira de defesa. Ao se ignorar o medo, fica-se exposto a perigos cujas consequências podem ser graves.
Os políticos, mais do que ninguém, entendem essa característica fundamental dos seres humanos. Eles a cultivam e a exploram tão plenamente quanto possível. Ao se falar de um estado de guerra, ou de bem-estar, ambos se valem do medo para manter as populações em estado de alerta. Se é verdade que as democracias modernas são dependentes da opinião pública, também a opinião pública, é em grande parte avaliada e ditada pelo medo.
Assim o homem que admite a si mesmo ser um covarde, já deu um passo enorme na superação de medo. O homem que o admite francamente a todos, que nos pede que se reconheça essa falha e a aceitemos, ao lidar com ele, está a caminho de se tornar um herói. Ao perder o medo de se encarar como um covarde, ele não o é mais.
O mesmo se dá com o amor. O homem que admite, não só a si mesmo, e aos companheiros, por vezes até à companheira, que é indefeso em relação ao outro sexo, descobre que é o mais forte dos dois. Nada derrota uma mulher mais rapidamente do que a entrega completa. A mulher quando não encontra nenhuma resistência, cai de cabeça na armadilha.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos