POP TV
Publicada em 20/01/2018 - 20h10min

"O Outro Lado do Paraíso"

Eliane Giardini ressalta o desafio de viver um personagem tão pesado

Foto: Divulgação

"É difícil vestir uma personagem que é tudo o que você não quer ser em sua vida", diz Eliane
O dia a dia de um estúdio de gravação é bastante próximo ao universo de Eliane Giardini. No ar em "O Outro Lado do Paraíso" como a preconceituosa Nádia, a atriz ressalta os percalços de encarar longas horas de trabalho interpretando um tipo pesado e que foge dos padrões éticos e morais.
"É muito difícil vestir uma personagem que é tudo o que você não quer ser em sua vida. É a primeira vez que isso acontece. Porém, não sinto que saio com uma energia carregada. Afinal, é uma personagem e estou bem longe dela. Por isso, não chega a me contaminar", afirma.
Para interpretar o papel da mãe de família preconceituosa, Eliane precisou mexer em sua caracterização e buscou diferentes referências em filmes. Entre eles, "Mulheres Perfeitas", de Frank Oz. "Ficar loura não era algo que eu esperava nessa altura do campeonato (risos). Esse filme mostra mulheres bem montadas, perfeitas e sempre cuidando do lar. Foi algo como bela, recatada e do lar. Eu acho engraçado que a personagem está sempre vestindo rosa ou azul bebê e falando as maiores barbaridades", aponta a atriz, que também conta com cenas divertidas sobre os mais diferentes fetiches sexuais do marido, interpretado por Luís Melo.
Segundo a atriz, este lado erótico da personagem visa mais à diversão. "Tudo é feito mais para o humor do que para a sensualidade. Afinal, há alguns limites", completa a profissional.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos