Cidades
Publicada em 03/02/2018 - 18h48min

Luana Nogueira
Sabaúna

Semae investe R$ 2,6 mi em tratamento de esgoto

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) vai investir R$ 2,6 milhões nas obras de coleta e tratamento de esgoto de Sabaúna

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) vai investir R$ 2,6 milhões nas obras de coleta e tratamento de esgoto de Sabaúna. O projeto prevê a implantação de uma estação de esgoto e três estações elevatórias. A previsão é que as obras sejam concluídas até o fim do ano. Com o investimento, mais de 60% do distrito terá esgoto coletado e tratado. Ao todo, cerca de 4 mil pessoas serão beneficiadas.
O diretor-geral do Semae, Paulo Beono, informou que a Penascal Engenharia e Construção Ltda, vencedora da licitação, terá o prazo de cinco dias para iniciar o projeto. "O contrato e a ordem de serviço já foram assinados. A primeira etapa da obra consiste na elaboração dos projetos executivos. Esse trabalho está incluído no prazo de 10 meses estabelecido para a empresa executar as obras", esclareceu.
Beono destacou que a execução do serviço integra a meta do município de ampliar a coleta e tratamento do esgoto. "É importante para preservar o corpo hídrico e o meio ambiente, além de aumentar os índices de coleta e tratamento, não só da malha urbana central, mas de outros pontos", acrescentou.
Hoje, o esgoto produzido no distrito é descartado nos rios e córregos.
O diretor informou que a obra vai beneficiar os moradores da Vila Andrade. "Serão construídas três estações elevatórias, na qual uma na entrada no distrito. Serão 900 metros de redes e 1,5 quilômetro de linha de recalque. A estação terá a capacidade de receber até 12 litros por segundo", explicou.
De acordo com o diretor, atualmente, o distrito conta com cerca de 5,5 mil pessoas e entre 3 e 4 mil serão atendidas pelo sistema. Beono ressaltou que a Prefeitura busca financiamento, junto ao governo federal, para aumentar a coleta e tratamento, não apenas de Sabaúna, mas da cidade como um todo. Hoje, Mogi das Cruzes coleta 95% do esgoto produzido e trata 61% desse montante.
A expectativa é que as obras sejam concluídas até o fim do ano. A etapa que deve consumir mais tempo é a implantação das estações elevatórias, pois é necessário alterar a capacidade da rede elétrica da região.
Beono informou que o Semae está reformando três estações elevatórias de esgoto no município, nas quais, uma na avenida Engenheiro Miguel Gemma, outra em Jundiapeba e a última no Jardim Aeroporto.
  • Projeto foi explicado por Paulo Beono, diretor geral
  • Autarquia prevê a implantação de estação de esgoto e três estações elevatórias
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos