Cidades
Publicada em 07/02/2018 - 22h05min

Paulo Passos

Pichulé!

Poucas vezes na vida do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, protagonizaram-se declarações que calam como odiosas em meio aos jurisdicionados.
Guindado ao cargo máximo da instituição, o Sr. Pereira Calças, tem sido flagrado, à cada manifestação que faz, espalhando mediocridades, quando não aviltando o Direito.
Já me ative ao assunto em época passada, mas, infelizmente, levado pela revolta proveniente de mirabolantes ponderações que tentam me empurrar goela abaixo, torno a ele.
Desta feita, na abertura do Ano Judiciário, ao ser inquirido sob o abusivo "auxílio moradia", além de fazer anedota, espelhou conceitos, quer jurídicos, quer éticos, extremamente discutíveis.
Ao me referir à desfaçatez, lembro que o laureado magistrado, entendeu que a verba destinada a tal fim, era pequena, que não merece ser considerada, mero pichulé!
Por certo, desconhece a realidade da grande maioria daqueles que estão sob a égide da Corte!
Afinal, possuidor de inúmeros imóveis como alardeia, só por isso, julgar um quase nada, soma acima de R$ 4 mil, em terra de famintos, despossuídos, desabrigados, que, sem o menor lastro financeiro ou amparo estatal, simplesmente sobrevivem; debochar-se do valor, em momento de crise, de desempregados às pencas, de época em que tantos se desdobram na busca de mínimo salário para manter a si e à prole; a mim parece profunda desconsideração, ou até mais, falta de senso, predicado que qualifica o bom julgador!
De outra banda - e ai, novamente, o despreparo jurídico -, ao afirmar que o "penduricalho" advindo de tal benesse constitui-se em "salário indireto" - frise-se, sobre o qual não incide impostos - obriga-se a estendê-lo a todos os juízes inativos, eis que a Constituição determina a irredutibilidade de vencimentos, como um adas garantias dos julgadores.
Já passou da hora de o Judiciário tornar à pujança que o distinguia, sempre pautada pelo comedimento e ética de seus membros, atributos que se nota, passa longe de seu novel Presidente! 
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos