Cidades
Publicada em 10/02/2018 - 18h02min

Gustavo Gomes*

Chega ao fim o 5° Festival de Verão de Mogi das Cruzes

O encerramento do 5° festival de Verão de Mogi das Cruzes, ocorrido na tarde de ontem no Parque Centenário, atraiu um grande público apesar da chuva. O evento marcou o 1° Encontro de Bateristas do Alto Tietê, onde admiradores do instrumento puderam assistir vários profissionais e até mesmo amadores, tocarem todos simultaneamente as baterias.
A exibição deu fim a toda uma programação que, desde o dia 26 de janeiro trouxe atividades em espaços culturais, como o Centro Cultural, o Theatro Vasques e o próprio parque. 
O idealizador do encontro, Willian Kadoshi, de 25 anos, destacou o quanto é importante ter eventos como esse em Mogi. "O que mais me entusiasmou foi poder realizar em nossa cidade um evento que só era visto em outros lugares. Mas, a partir de agora, todo ano vai ocorrer com os bateristas da região, para mostrar um pouco da arte que é tocar bateria".
O suzanense, Luiz Fernando, 20, foi um dos apaixonados pelo instrumento, que se uniu aos demais e tocou no evento. "Dificilmente você vê coisas como essa na região, ainda mais em Mogi e está sendo uma emoção bem grande participar desta reunião".
Em meio a correria da montagem dos equipamentos, as pessoas foram se acomodando para assistir as apresentações. Uma delas foi o auxiliar de recursos humanos Daniel Almeida, 34, que comentou a falta de mais ações como esta na cidade. "Deveria ter mais eventos como este na região para poder propagar a cultura, não é sempre que se vê".
Por sua vez, a enfermeira Rosângela Brotto, 34, nem estava sabendo da atração no entanto, percebeu a movimentação enquanto passeava pelo parque. "Nem estava sabendo do encontro, mas é legal ter eventos como este na cidade. Nem precisa ir até o centro de São Paulo para procurar eventos culturais".
Desde de pequeno
Além dos adultos, a apresentação também chamou a atenção de crianças. O químico, Luis Carlos, 34, que mora na capital, trouxe toda da família para ver o show, principalmente, o filho dele, Leonardo Martins, que mesmo com apenas 2 anos já toca o instrumento. "Eu comprei aquelas baterias de plastico para ele, mas quebrou em menos de duas semanas de tanto tocar. Então compramos uma bateria de verdade feita especialmente para crianças, para que ele possa tocar o quanto quiser".
*Texto supervisionado pelo editor.
 
  • Vários bateristas tocaram, simultaneamente, os instrumentos no Parque Centenário
  • Kadoshi: 'Vamos fazer isso todos os anos'
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos