Editorial
Publicada em 15/02/2018 - 22h30min

Formas de violência

A Campanha da Fraternidade 2018, lançada na última quarta-feira pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), traz como tema "Fraternidade e Superação da Violência". Em Mogi, a missa de Quarta-feira de Cinzas, celebrada pelo bispo diocesano dom Pedro Luiz Stringhini, e ontem, uma sessão solene na Câmara destacaram a campanha. Superar a violência é um desafio de proporções inimagináveis nos dias de hoje, exigindo, principalmente, políticas públicas mais eficientes das diferentes esferas de governo - federal, estadual e municipal.
Porém, também cabe a cada um cumprir seus deveres e respeitar o direito dos demais. A violência doméstica, por exemplo, se tornou um problema de Estado devido ao grande número de agressões e de vítimas fatais, mas, tudo começa na base familiar e não leva em conta classe social. É uma questão enraizada de tal forma, que recentemente foram criados grupos de apoio para agressores. E contra a mulher a gravidade é ainda maior, quando se reflete sobre o aumento dos casos de estupro.
Como bem ressaltou o presidente da CNBB, cardeal Sérgio da Rocha, a corrupção também é uma forma de violência. E o exemplo mais gritante vem da situação atual do Rio de Janeiro, com dois ex-governadores presos - Sérgio Cabral e Anthony Garotinho. Muito dinheiro se foi em diferentes esquemas que quebraram o Estado, e nem mesmo a folha de pagamento consegue ser quitada com a regularidade devida. Sofrem os funcionários públicos e suas famílias e ainda mais a população que depende dos serviços que deixam de ser oferecidos ou estão sucateados.
A violência no Rio e em outras tantas regiões do país, como pode ser visto na greve dos policiais do Rio Grande do Norte, não ganhou apenas as ruas com a crescente presença do crime organizado nas comunidades e a ascensão das facções criminosas, está na precariedade de cada serviço procurado pela população.
Como disse o cardeal, a corrupção também mata. É preciso encontrar soluções que, principalmente, fortaleçam a cidadania e o respeito pelo próximo.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos