Cidades
Publicada em 08/03/2018 - 21h27min

Rinaldo Junior*
Vila Lavínia

População reclama da falta de água

Os moradores da rua Francisco Vaz Coelho, na Vila Lavínia, em Mogi das Cruzes, procuraram a equipe Mogi News ontem de manhã para reclamarem sobre a falta de água na região

Foto: Vitoria Mikaelli

Moradoras vieram à redação e explicaram a situação
Os moradores da rua Francisco Vaz Coelho, na Vila Lavínia, em Mogi das Cruzes, procuraram a equipe Mogi News ontem de manhã para reclamarem sobre a falta de água na região. Segundo a denúncia, o problema na via acontece há alguns anos, mas atualmente passou a ser diário e sem horário definido.
A comerciante Catarina Massaco Hashmoto Redondo, de 64 anos, falou sobre o problema. "Sempre teve falta de água na rua, mas agora está piorando. Virou rotina já, tem vezes que passa uma semana e a água não vem. Eu procuro contato com o (Semae) (Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto), já anotei diversos protocolos, mas o problema nunca é solucionado".
Catarina também destacou que parte dos moradores já desistiram de falar com a empresa. "Já estou cansada de ligar para o Semae, alguns moradores já até desistiram de entrar em contato. Eu sofro bastante, porque tenho caixa d'água e torneiras que recebem a água direto da rua. No fim do mês a conta chega, mas durante o mês eu não utilizo a água. Alguma coisa precisa ser feita, eles já tem conhecimento do que acontece".
A aposentada, Célia Maria de Souza, 69, também contou sobre a falta de água. "Durante o fim de semana é que o problema piora. As casas que estão na parte de baixo da rua, sofrem bastante também. Se agora, no verão, com tanta chuva está faltando água, não sei como será no inverno?".
A falta de água não tem hora para acontecer, mas segundo a dona de casa, Geralda Flausino, 54, o problema é recorrente durante a noite. "Geralmente chega umas 19 horas e a pressão da água já começa a diminuir. Falta em um dia, só volta no outro dia. Teve uma vez que faltou durante uma semana. Não sei o que é, mas precisa de uma solução".
O Semae foi questionado e informou em nota que "o Departamento de Operações do Sistema de Água identificou uma intermitência no abastecimento na rua Francisco Vaz Coelho, nas proximidades com a rua Willian de Carvalho. A divisão de distribuição está fazendo um levantamento dos registros que limitam aquele setor de abastecimento e já prepara as intervenções necessárias para solucionar o problema, que entrarão na programação de serviços da autarquia", pronunciou.
*Texto supervisionado pelo editor.

Rua com vazamento é reparada pelo Semae

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) realizou na tarde de anteontem a manutenção da rua Engenheiro Gualberto, no centro de Mogi das Cruzes, na altura do número 335

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) realizou na tarde de anteontem a manutenção da rua Engenheiro Gualberto, no centro de Mogi das Cruzes, na altura do número 335. O serviço foi feito depois que moradores e trabalhadores que passam pelo local, reclamaram sobre um vazamento que estava acontecendo no asfalto. Em contato com o grupo Mogi News, a Semae informou que na tarde de ontem foi feito o reparo da pavimentação da via.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos