Esportes
Publicada em 05/03/2018 - 21h11min

Superação

Mogi/Helbor vence o mexicano Fuerza e vai às seminais da Liga

Equipe derrotou os adversários por 75 a 69 no domingo e na próxima fase vai encarar o San Lorenzo da Argentina

Foto: Divulgação

Jimmy Oliveira vence marcação de Ricardo Powel e marca para Mogi contra o Fuerza
O Mogi das Cruzes/Helbor está mais uma vez entre os quatro melhores da América. Os mogianos repetiram o feito conquistado em 2016, quando a equipe era comandada por Danilo Padovani, e chegam ao Final Four da Liga das Américas. O grupo conquistou a classificação ao bater o Fuerza Regia, do México, anteontem à noite, em Buenos Aires, na Argentina, por 75 a 69. A equipe do técnico Jorge Guerra, o Guerrinha abriu uma boa vantagem no primeiro quarto, com 23 a 15 no marcador, e também venceu o segundo por 20 a 18. No segundo tempo de jogo, o time mexicano levou a melhor nos terceiro (20 a 19) e quarto períodos (16 a 13).
O Mogi das Cruzes/Helbor encerrou a participação na semifinal com dois triunfos. Na próxima fase o time vai encarar o San Lorenzo, da Argentina, que bateu o também argentino Ferro pelo placar de 73 a 65.
Vale lembrar que no sábado, a duas equipes já haviam se enfrentado pelo torneio, e nessa partida, o San Lorenzo derrotou o time de Mogi por apenas quatro pontos de diferença, 68 a 64.
Se ganhasse esse jogo, o time comandado por Guerrinha enfrentaria o Fuerza já classificado, mas a derrota para os argentinos fez com o que os brasileiros não perdessem a concentração neste domingo. "Estamos muito felizes, porque a gente sabe o sacrifício da cidade de Mogi para ter um time de basquete e fazer esporte a nível nacional, porque ainda tem muito pouco apoio. Os jogadores jogaram com a alma, muito comprometimento, porque nós estamos arrebentados de cansaço. Mas todo mundo se doou ao máximo, nem vou falar de parte tática e técnica. O grupo mostra que é fortíssimo e o Caio [Torres] foi excepcional nesta noite. Tanto na defesa, como no ataque, ele fez a diferença", destacou Guerrinha.
O pivô Caio Torres converteu os sete lances livres chutados, uma bola de três e teve 62,5% de aproveitamento nos chutes de dois (5-8). "Foi um jogo bem difícil. A gente já vinha cansado dos outros dois jogos, mas conseguimos fazer uma boa partida e fechar bem. Tivemos alguns erros em momentos cruciais, mas no final conseguimos fechar bem. A minha atuação não conta muito, porque o importante é a vitória, o time estar bem e chegar ao Final Four, que era o nosso objetivo", ressaltou Caio Torres.
O grupo retornou ontem para Mogi e já começa a retomar o trabalho na semana para o NBB Caixa (Novo Basquete Brasil). No quinta-feira, o time vai ao interior enfrentar o Franca e no sábado recebe o Flamengo no Ginásio Hugo Ramos, às 14 horas. 
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos