Brasil e mundo
Publicada em 04/08/2018 - 21h57min

Estadão Conteúdo
Eleições

Por aclamação e sem vice, PT oficializa candidatura de Lula

Foto: Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Ex-presidente vai registrar candidatura no dia 15
Sem vice e por aclamação, o PT oficializou ontem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava Jato, à Presidência da República. O partido organizou um encontro nacional na Casa de Portugal, em São Paulo, para sacramentar a decisão.
A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), reforçou que o partido vai registrar a candidatura de Lula no dia 15 de agosto. "Essa é a ação mais confrontadora que fazemos contra esse sistema podre por parte da Justiça, que não faz outra coisa a não ser perseguir Lula", discursou Gleisi.
Gleisi atacou, em seu discurso, o governo de Michel Temer, a mídia tradicional e o sistema financeiro. "Em alto e bom som", disse a dirigente, o partido faz questão de falar que Lula é candidato e que será registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). "Não vão conseguir, de jeito nenhum, tirar Lula do jogo. Não existe política no Brasil sem falar de Lula e sem falar do PT."
Nos bastidores, o partido se movimenta para definir um vice na chapa da campanha presidencial. Enquanto Lula transmitiu um recado com a preferência que o nome seja anunciado só na véspera do registro da candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 15 de agosto, advogados e dirigentes petistas defendem que o nome seja definido até amanhã, quando o partido deve oficializar o que decidiu na convenção, de acordo com entendimentos na Justiça Eleitoral.
Rede
Em um longo discurso, com recados para seus oponentes, a candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva, se apresentou como o "projeto mais preparado" para "unir o Brasil". Ela falou aos militantes do seu partido na convenção que oficializou ontem sua candidatura, em Brasília.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos