Brasil e mundo
Publicada em 04/08/2018 - 21h57min

PSDB

Oficializado como candidato, Alckmin ataca Bolsonaro e PT

Foto: Vitoria Mikaelli

Principal alvo dos ataques foi Bolsonaro
No primeiro ato como candidato oficial do PSDB à Presidência, após a convenção do partido realizada ontem em Brasília, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, fez um discurso repleto de críticas indiretas ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto. O tucano não deixou de mirar também no PT por sua "herança de radicalismo". Alvo de críticas pelo acordo com o "Centrão", o tucano também usou a convenção nacional para defender as alianças partidárias e se apresentou como o candidato capaz de "unir o Brasil".
"Ainda hoje na América Latina, vemos degenerar regimes conduzidos por quem promete dar murro na mesa, dizendo que faz e acontece, que pode governar sozinho, ou acompanhado apenas por um grupo de fanáticos", disse. "Gente assim quer é ditadura. Ditadura que logo degenera em anarquia. Precisando da ordem democrática que dialoga, que não exclui, que tolera as diferenças", disse o tucano. Ele não deixou explícito se a análise se limitava a líderes dos países vizinhos ou se o discurso tinha relação com Bolsonaro. (E.C.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos