Opinião
Publicada em 07/08/2018 - 23h57min

Raul Rodrigues

Paradigma

Sem querer definir a estupidez, parceira contumaz da ignorância, ouso a todos animar, se é que ainda não se tocaram: líderes estúpidos tornam todas as regras e normas estúpidas; educandários estúpidos fazem da competência estupidez; estupidez cria em companheiros comportamentos estúpidos; estúpido faz de qualquer iniciativa, ato estúpido; comida estúpida torna a saúde plena de estupidez; cama estúpida torna qualquer sono estúpido.
Ao criar idéias estúpidas, o que não esperar senão decisões estúpidas? Quando vamos nos livrar da estupidez em nossas mais do que estúpidas curtas vidas? Acendendo uma vela ao bom senso da filosofia redentora!
Sob a mais escura estupidez, nunca se valorizou tanto o culto do irracional. Nunca se estudou ou pesquisou tanto, e, contudo, a civilização da máquina desnorteou o homem com relação ao discernimento e controle racional de sua vida. Perde-se o senso do objetivo, e cultiva-se os esforços, até o limite da exaustão. Valoriza-se o trabalho, o que dentro de determinados parâmetros é válido, mas perdeu-se o sentido da produção humana.
Assim, para a mudança de paradigma na atualidade, sob a bandeira da filosofia, talvez o mais importante seja aquele relacionado ao plano pessoal. Nas duas últimas décadas, provavelmente, milhões de pessoas passaram por transformações drásticas em seus valores, percepções e formas de se relacionar entre si e com o mundo. Por que isto está acontecendo? Uma razão é alguns terem percebido que, uma vez tendo alcançado o fim de seus esforços para obter: casas mais bonitas, maiores e mais valiosas; carros mais vistosos e mais caros; sapatos para todos os dias do ano; poder ter o mundo dentro de casa por meio de um dispositivo eletrônico, o que resta é o vazio.
O mesmo vazio que tentaram preencher com bens e sucesso financeiro. A visão materialista estabelece: mais dinheiro é igual a uma vida melhor! Porém, tendo adquirido mais e tendo descoberto que o vazio permanece, a conclusão é: a premissa materialista está errada!
Compartilhe

Video

Mais vistos