Cidades
Publicada em 12/09/2018 - 22h30min

Lílian Pereira
Lançamento

Creche do Mogi Moderno deve ser concluída até julho de 2019

Unidade terá um novo modelo sustentável, com destaque para sistema de energia solar e reúso de água pluvial

Foto: Vitoria Mikaelli

Prefeito Melo ressaltou as características de sustentabilidade do futuro prédio
No mês de agosto do ano que vem, as portas da terceira creche do bairro Mogi Moderno, localizada na esquina das ruas Tenente Agenor Bertini e Ginis Bardazzi Neto, já poderão estar abertas para as crianças. O anúncio feito ontem pela Prefeitura de Mogi das Cruzes durante evento de assinatura da ordem de serviço para as obras prevê que o prédio esteja concluído até julho de 2019. O prefeito Marcus Melo (PSDB) esteve no local, juntamente com os secretários de Planejamento e Urbanismo, Claúdio de Faria Rodrigues, o de Obras, Walter Zago, e a secretária-adjunta de Educação, Catia Moyano. O vereador José Antonio Cuco Pereira (PSDB) também prestigiou o evento.
O projeto de construção da creche leva em conta soluções sustentáveis para que possam gerar energia elétrica por meio de um sistema sustentável solar. Além disso, outra questão é o reúso das águas pluviais para a lavagem de pontos específicos, que vai reduzir a conta de água. A creche também deve receber arborização, piso de concreto permeável, muro verde, piso emborrachado reciclado, iluminação e ventilação naturais, telhas metálicas termoacústicas e um espaço destinado à horta.
"A questão da sustentabilidade sempre foi muito forte nos nossos projetos e agora essa inovação está no ensino infantil. Essas creches passam a ter dez itens de sustentabilidade, desde pensar na questão de funcionamento e operação, todas vão ter energia solar. É a sustentabilidade de maneira efetiva para que possa melhorar nossos equipamentos", contou Rodrigues.
Além da questão da sustentabilidade, a creche também terá um maior número de vagas: de 110 passará para 195 em uma área de 895 metros quadrados. Ao todo, serão sete salas, dois berçários, áreas pedagógicas, administrativas, serviços e de convívio. A obra será realizada pela Construtora Topus, com investimento de R$ 2.254.590,54.
"É uma obra muito legal de se fazer. Já na fase licitatória, conseguimos uma redução de mais de 20% em relação ao valor estimado, uma economia de mais de R$ 500 mil. É uma obra de quase 900 metros quadrados, possibilitando o atendimento de toda a população do bairro e das imediações. A meta é terminar em julho de 2019", ressaltou o secretário de Obras. A opinião também é compartilhada pela secretária-adjunta, que afirmou que "é bacana pensar em cada detalhe na educação da criança".
Pensando no futuro, a construção das novas creches podem abrigar daqui a 30 ou 40 anos equipamentos para idosos, por exemplo, já que a demanda será outra. "No ano passado, participei de um seminário junto à Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) que estimou que as creches estarão ociosas. É uma demanda hoje, mas planejadas para que possam ser utilizadas para um espaço adequado para o idoso, ou seja, a cidade cresce, vai sendo alterada, mas existe um indicativo que, no futuro, não teremos tanta necessidade de creche. Estaremos acompanhando", apontou o prefeito.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos