Cidades
Publicada em 13/09/2018 - 22h29min

Luana Nogueira
ONA

Desafio é certificar UPA do Rodeio

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Oropó recebeu ontem a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) de nível II

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Oropó recebeu ontem a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) de nível II. O selo inédito foi concedido depois de um ano e nove meses do início da operação. Agora, o próximo passo é conquistar a certificação da ONA para a UPA do Rodeio. 
O certificado foi entregue durante cerimônia realizada no Teatro Vasques. Para o prefeito Marcus Melo (PSDB) o selo prova que o município está no caminho certo na área da Saúde. "Ter um protocolo implantado e seguido demonstra a preocupação dos serviços com a qualidade, com o bom atendimento e com os procedimentos a serem seguidos corretamente. É uma grande conquista para a cidade", ressaltou.
Para o secretário de Saúde, Marcello Cusatis, a certificação representa a busca contínua da cidade pela qualidade na saúde. "Mogi está na mão contrária, de uma maneira positiva, pois ter uma UPA com selo de qualidade ONA nível II nos coloca em um patamar de maior responsabilidade", disse.
Mogi conta atualmente com duas UPAs, a do Oropó e do Rodeio, que iniciou as atividades em outubro de 2015. Cusatis reforçou que o objetivo é que a unidade possa conquistar a certificação da ONA até outubro de 2019. "Já está sendo intensamente cobrada para conseguir um selo de qualidade. Houve até a substituição da gestão da gerência da UPA do Rodeio, pois ela já trabalha com muita qualidade, mas precisa administrativamente se organizar dentro dos padrões internacionais da ONA. Ela é super bem avaliada, muito reconhecida, tem um perfil diferente da UPA do Oropó, que atende pacientes mais graves, enquanto ela atende muitas pessoas com convênio", destacou.
A UPA do Oropó é administrada pela Pró-Saúde, que também gerencia o Hospital Municipal de Mogi das Cruzes (HMMC). A ONA estabelece três níveis de certificação, sendo que o último reconhece a excelência do atendimento. "Não esperávamos a certificação de nível II, e sim a de nível I. Foi um grande êxito e agora o desafio é, rapidamente, conquistar o nível III", acrescentou o diretor-geral da Pró-Saúde em Mogi, Aguinaldo Correa, que garantiu que a unidade buscará o novo selo durante a primeira avaliação, que ocorre em seis meses.
O superintendente técnico da ONA, Péricles Cruz, esclareceu que durante a avaliação para certificação são levadas em consideração todas as áreas da unidade de saúde. "Quando se faz esse tipo de avaliação não se leva em conta apenas a unidade, mas a eficiência e eficácia do trabalho da equipe, a forma como se relacionam e a maneira que atendem os pacientes", avaliou. (L.N.)
  • Melo: 'Grande conquista para a cidade'.
  • Cusatis: 'Selo aumenta nossa responsabilidade'.
  • UPA do Oropó recebeu certificação nível II da ONA
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos