Cidades
Publicada em 11/10/2018 - 22h18min

Rinaldo Junior*
Suzano

Comércio fica movimentado na véspera do Dia das Crianças

Busca pelos presentes de última hora anima os comerciantes do município; comprar também devem ocorrer hoje

O Dia das Crianças é celebrado hoje em todo o país e muitos pais deixaram para comprar os presentes para o último minuto. A reportagem do Dat esteve na manhã de ontem nos comércios de Suzano e de acordo com os lojistas, as vendas devem aumentar de 10% a 15% durante esse período.
Para comemorar a data, muitos pais ou familiares compram brinquedos, roupas e sapatos. Porém, com a correria do dia a dia, muitos deixaram para comprar os presentes nas últimas horas, como informou o subgerente de uma loja de caçados da região Marcelo Tonelote. "Muita gente deixa para comprar na última semana e principalmente no dia da comemoração. As vendas esse ano estão baixas, mas mesmo assim esperamos um aumento de 10% a 15%. Geralmente os pais compram aqueles sapatos que vêm brindes, as crianças gostam de brinquedos".
Já o gerente de uma loja de brinquedos, Laudo Koga, destacou que as compras dos brinquedos começaram há duas semanas. "Apesar do início das compras há 14 dias, o auge das vendas será hoje (ontem) e no dia da comemoração. Esperemos o crescimento de 10% a 15% nas compras".
O pintor e morador de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes, Juliano Rodrigo Feitosa dos Santos, 35, afirmou que deixou para comprar os presentes na última hora. "A correria não me deixou comprar os presentes, então tive que deixar para o dia da celebração mesmo. Tenho duas filhas e ela ainda não escolheram o que querem, mas provavelmente será um brinquedo".
Duas celebrações
Além da comemoração do Dia das Crianças, hoje também é comemorado o Dia da Nossa Senhora Aparecida e muitos pais aproveitam a data para celebrar com os filhos. "Estou comprando presentes para duas sobrinhas, acho muito importante comemorar a data das crianças, mas não podemos esquecer da padroeira do Brasil. Todo ano nós compramos presentes para as crianças e levamos à missa", assim contou a dentista e moradora da Vila Urupês, Melina Mentes, 31 anos.
Em algumas famílias, a compra dos presentes e a ida às missas virou uma tradição que é passada para todas as gerações, revelou o supervisor metalúrgico e morador de Jundiapeba, Carlos Eduardo Shwarz, 36. "Meus pais me criaram ressaltando a importância do Dia das Crianças e do Dia da Nossa Senhora Aparecida. Eu tento passar todo esse conhecimento para os meus filhos e eles passarão para as outras gerações".
*Texto supervisionado pelo editor.
  • Shwartz: "É uma data importante para mim"
  • Melinda: "Compramos presente e vamos à missa"
  • Vendas em relação ao ano passado devem aumentar em até 15%, afirma lojistas
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos