Cidades
Publicada em 08/11/2018 - 22h48min

Lílian Pereira
Caso do diploma

Brazcubas acredita na liberação do sistema durante transição do governo

O Ministério da Educação (MEC) não estipulou um prazo de quando os estudantes formados desde 2016 até o final deste ano nos cursos técnicos de Segurança do Trabalho e Enfermagem pela Brazcubas Educação serão registrados no Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec)

Foto: Mogi News

Silva Júnior confia no governo para resolver questão
O Ministério da Educação (MEC) não estipulou um prazo de quando os estudantes formados desde 2016 até o final deste ano nos cursos técnicos de Segurança do Trabalho e Enfermagem pela Brazcubas Educação serão registrados no Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec). Entretanto, a expectativa da instituição é de que isso ocorra na fase de transição do governo federal, segundo informou o relações institucionais da Brazcubas, professor José Maria da Silva Júnior. A partir da mudança no governo, com a saída do atual presidente da República, Michel Temer (MDB), e a entrada de Jair Bolsonaro (PSL), no início do próximo ano, há a expctativa de que o processo pode ser afetado, já que todo o órgão passará por alterações.
No início de outubro, a Brazcubas Educação confirmou à reportagem o envio de todos os documentos solicitados pelo MEC e entregou em mãos, em Brasília, na sede do órgão. "A Brazcubas Educação já enviou todos os documentos solicitados e realizou os trâmites exigidos pelo Ministério da Educação para a liberação da consulta com o número do Sistec. Entretanto, o MEC não deu uma previsão para a solução definitiva desse problema", informou o professor.
Até que a situação se resolva, os alunos formados ainda continuam com a dificuldade de dar entrada no registro profissional junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e no Conselho Regional de Enfermagem (Coren) por não estarem cadastrados no sistema. No dia 25 de setembro, o Grupo Mogi News de Comunicação publicou uma matéria com a reclamação dos estudantes que passam pelo problema. Na ocasião, o MEC foi procurado, mas não se manifestou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos