Brasil e mundo
Publicada em 27/12/2018 - 23h18min

Segurança

Intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro termina segunda

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

General Braga Netto classificou ação como inédita
A três dias do fim da intervenção federal na área de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, o Gabinete de Intervenção Federal (GIF) empenhou para gastar R$ 890 milhões, ou 74% do orçamento total de R$ 1,2 bilhão, conforme balanço feito na manhã desta quinta-feira. O GIF promete elevar o montante empenhado a 90% do orçamento até hoje- nas regras do orçamento público, quando um valor é empenhado, o governo assume que terá crédito para fazer o pagamento pelos bens ou serviços.
Apesar da burocracia para gastar o orçamento federal disponível para a segurança pública do Rio de Janeiro, o interventor, o general Braga Netto, fez um balanço positivo dos dez meses de trabalho, durante cerimônia que marcou simbolicamente o fim da intervenção, na sede do Comando Militar do Leste (CML). Em discurso, Braga Netto classificou a intervenção como "inédita e extraordinária".
"Após dez meses de trabalho, (a intervenção) atingiu todos os objetivos propostos, de maneira a recuperar a capacidade operativa dos órgãos de segurança pública e baixar os índices de criminalidade. Temos a convicção de que trilhamos um caminho difícil e incerto, mas cumprimos a missão", afirmou o interventor em discurso.
A cerimônia de encerramento simbólico teve a presença do governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), do ministro da Justiça, Torquato Jardim, e o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas. (E.C.)
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos