Cidades
Publicada em 06/12/2018 - 21h39min

Lílian Pereira
No Theatro Vasques

Novos projetos são anunciados durante Festival da Juventude

Entre as novidades, um aplicativo será lançado para facilitar a comunicação entre os grêmios estudantis

Os estudantes de Mogi das Cruzes poderão, no próximo ano, participar de novos projetos da Secretaria de Cultura, como o Concurso Jovens Escritores e de cursos variados na Escola de Empreendedorismo e Inovação. O anúncio foi feito ontem pelo secretário de Cultura, Mateus Sartori, durante um encontro de grêmios estudantis no Theatro Vasques, dando início ao Festival da Juventude 2018. O evento conta um festival de bandas de rock independente, que acontecerá no Parque Centenário no próximo sábado e domingo, e o Super Freestep Brasil, nos dias 15 e 16 deste mês.
Além dos projetos já existentes, como o Prêmio Jovem de Fotografia, o Festival de Teatro Estudantil, e o Prêmio Jovem da Música Mogiana, está prevista a criação do aplicativo "Jovem Multiplicador", o qual um grupo de pessoas recebe uma informação e multiplica com os colegas. "O grêmio estudantil tem uma função muito importante dentro da escola, é a relação do estudante com os gestores. No ano que vem, teremos ações construídas ao longo dos anos, dialogando e trazendo a escola estadual para perto", contou Sartori. Ainda, um dos novos projetos será a eleição do "prefeito jovem".
Um dos aspectos levantados durante o evento foi que o jovem precisa pensar no futuro, apesar de ainda estar em processo de formação. A professora e coordenadora da Escola Estadual Professor Firmino Ladeira, Carina Reis, alertou os estudantes. "O tempo passa rápido, façam cursos, busquem conhecimento, vocês estão aqui e há muitas oportunidades. Aquele emprego, aquela viagem, pode não acontecer se você perder uma oportunidade", disse.
Para o prefeito Marcus Melo (PSDB), todas as atividades do município pertencem aos mogianos, ou seja, independentemente das escolas serem estaduais ou particulares, podem estar inseridas nos projetos. "A prefeitura faz esse trabalho de aproximação dos jovens e busca entender quais são as demandas. Essa juventude tem desejos próprios e buscam atividades culturais e espaços que possam ser utilizados por eles", afirmou.
  • Sartori: 'Grêmio une alunos e gestores'.
  • Auditório do Vasques ficou lotado de estudantes que participam da atividade
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos