Cidades
Publicada em 11/01/2019 - 00h47min

Ingrid Mariano*
Solidariedade

Banco de perucas já está com oferta de próteses mamárias com alpiste

Foto: Felipe Claro

Maria, Edna e Katia auxiliam no banco de perucas
O banco de perucas de Mogi das Cruzes, parceria entre o Fundo Social de Solidariedade e a ONG Cabelegria, ganhará um complemento neste ano. Segundo a primeira-dama e presidente do Fundo Social, Karin Melo, além das perucas oferecidas para pacientes em tratamento oncológico ou que tenham perdido o cabelo por outra enfermidade, mulheres poderão obter próteses externas de mamas, confeccionadas com alpiste.
No ano passado, o projeto Mamas do Amor, iniciativa da advogada Fernanda Aguiar, esteve em Mogi, e capacitou voluntários do Família Solidária a confeccionarem as próteses mamárias com sementes. O projeto é direcionado às mulheres que, em decorrência do câncer, passaram pelo procedimento conhecido como mastectomia, quando um ou os dois seios são retirados. A cirurgia de reconstrução mamária nem sempre é acessível, portanto as mamas externas se tornaram uma excelente opção.
Segundo Karin, Mogi já tem um estoque, que está disponível no prédio do Pró-Mulher, juntamente ao banco de perucas. Assim, além das perucas, mulheres podem também receber as próteses.
Para Karin, esse tipo de iniciativa resgata a autoestima dessas mulheres. "As mulheres que procuram o banco de perucas, normalmente já estão passando por um momento de fragilidade, em razão do tratamento e suas consequências. Ao ter acesso a uma peruca, por exemplo, elas se sentem mais confiantes e isso as auxilia não só no sentido de proporcionar um momento de alegria e descontração, como também dá forças para que elas sigam em frente e otimistas com o tratamento", avaliou.
Atualmente, 16 voluntários fixos e três itinerantes trabalham na unidade. Segundo dados do Fundo Social, desde o início do projeto, em maio do ano passado, a cabelegria já recebeu mais de mil doações de mechas de cabelo. Até o momento, 70 mulheres já receberam suas perucas.
A unidade não realiza o corte do cabelo. Quem deseja doar, deve cortar o cabelo previamente e depois levar as mechas à unidade, dentro de um saco plástico, secas e presas por um elástico. Os atendimentos são realizados de segunda a sexta-feira, das 13 às 17 horas, na rua Manuel de Oliveira, 30, Mogilar (na sede do Pró-Mulher).
* Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos