Cidades
Publicada em 12/01/2019 - 00h01min

Nayara Francesco*
Transporte público

Usuários não concordam com o aumento na tarifa dos trens

Segundo a CPTM, reajuste foi necessário devido aos índices da inflação e para suprir os custos operacionais e humanos

A partir deste domingo, a tarifa dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) passará de R$ 4 para R$ 4,30. O reajuste, segundo a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM), é baseado na inflação acumulada em 2018, de acordo com o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M). O aumento reflete também o incremento dos custos operacionais e de recursos humanos das empresas. A reportagem do Grupo Mogi News esteve nas estações Mogi das Cruzes e Estudantes para saber a opinião dos usuários.
O estudante Nicholas Chung Ribeiro, de 19 anos, acredita que o aumento é prejudicial para os usuários. "Esse aumento vem em uma crescente, há muito tempo, e, no atual momento, não tem necessidade. Por conta do número de pessoas que utilizam o transporte, que está em constante crescimento. Acho que, na verdade, isso é só para a empresa lucrar", opinou.
A professora Roseli Gaia, 49, paga a passagem para a filha ir à faculdade em São Paulo e também concorda que o aumento de 30 centavos é desnecessário. "Não é porque o salário mínimo subiu que tudo tem que subir. O trabalhador quer ver vantagem para ele, e não desvantagem. Não é só R$ 0,30,
faz as contas", avaliou. Muito embora acredite que o aumento não deve ser feito, ela notou muitas melhorias na Estação Mogi das Cruzes, como a presença de câmeras de monitoramento. Sobre o acesso do Terminal Central à Estação Mogi das Cruzes, ela acredita que será uma ótima mudança, pois é uma obra necessária. "Mas o aumento não justifica as melhorias. Sabemos que, em todos os anos, em janeiro a passagem sobe. Salário mínimo aumenta, e, com ele, a tarifa", observou.
Já o engenheiro de produção Dione Rodrigues, 31, morador de Mogi das Cruzes há quatro anos, acredita que se a mudança da tarifa é justificada pela inflação, não diz respeito a um reajuste abusivo. "Eu vou semanalmente para as cidades da região. Ter transporte de trens já é um benefício, porque de onde eu vim, São José dos Campos, no Vale do Paraíba, não tem esse serviço e faz muita falta, porque você consegue ir para São Paulo sem gastar muito", justificou. Ele ainda ressaltou que falta um pouco de conscientização das pessoas para com o aumento na tarifa. "Antes de começar a reclamar do aumento, as pessoas precisam pesquisar sobre o assunto e o governo - ou empresa responsável - deve deixar bem claro o porquê do aumento", alertou.  
A CPTM ainda informou que os usuários idosos, estudantes e portadores de necessidades especiais e desempregados serão mantidas a gratuidade. Já os passageiros que carregarem seus bilhetes até as 23h59 de sábado ainda poderão viajar com o valor da tarifa antiga, até o crédito do bilhete esgotar. Para obter mais informações sobre outros valores, basta ligar para a empresa pelo telefone 0800 055 0121. 
*Texto supervisionado pelo editor.
  • Roseli: "Vejo melhorias, mas não acho justo"
  • Dione: "É importante justificar o aumento"
  • Nicholas: "É uma forma para a empresa lucrar"
  • Aqueles que carregarem os bilhetes até sábado poderão viajar com o valor antigo

CPTM aponta as melhorias realizadas na Linha 11-Coral

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou que realizou a modernização na frota da Linha 11-Coral

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou que realizou a modernização na frota da Linha 11-Coral. Agora, todos os trens da extensão Guaianases-Estudantes contam com acessibilidade e ar-condicionado. Os trens mais antigos foram retirados de circulação e substituídos por trens novos de oito carros.
Além do ar-condicionado e acessibilidade, a frota conta com sistema de informação audiovisual aos passageiros, sistema de detecção de fumaça, câmeras internas e externas, dentre outros serviços. A acessibilidade está compatível com as normas para pessoas com deficiência, equipados com espaços apropriados para acomodar cadeiras de rodas, sinalização audiovisual do fechamento das portas do trem e saída de emergência sinalizada. (N.F.) 
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos