Cidades
Publicada em 12/01/2019 - 00h05min

7ª Edição

Saspe abre cem vagas para o Promotoras Legais Populares

Inscrições para o novo curso podem ser feitas até 8 de março; vagas serão preenchidas por ordem de chegada

Foto: Irineu Junior/Secop Suzano e Mauricio Sordilli/Secop Suzano

Atuação das PLPs é pautada por ideais de democracia, dignidade e direitos humanos
O Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe) de Suzano vai abrir inscrição para o "VII Curso Promotoras Legais Populares (PLP)" a partir de segunda-feira. Ao todo, são oferecidas cem vagas para mulheres maiores de 18 anos que desejam aprimorar seus conhecimentos quanto ao valor humano, social, político e econômico. A previsão é de que o curso tenha início em 8 de março (sexta-feira), no Dia Internacional da Mulher.
Assim como a capacitação, as inscrições são gratuitas e poderão ser firmadas de segunda a sexta-feira, no período das 8 às 17 horas, na sede do Saspe, que fica localizado na rua General Francisco Glicério, 1.334, na área central da cidade. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada. No ato, é preciso apresentar um documento original com foto.
A capacitação será ministrada semanalmente, às terças-feiras, das 18h30 às 21 horas, entre os meses de março e novembro de 2019, no anfiteatro Orlando Digenova, do Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi, que fica localizado na rua Benjamin Constant, 682, na região central. Todas as aulas contarão com tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).
De acordo com a diretora de Projetos Especiais e coordenadora do PLP, Sandra Lopes Nogueira, nos encontros, as alunas vão ser orientadas sobre os direitos das mulheres previstos por lei, o atendimento às vítimas de violência doméstica e como lidar em situações machistas. "Nossa capacitação tem a premissa de preparar a mulher para se tornar multiplicadora. Ou seja, nossas alunas serão empoderadas e poderão ajudar muitas outras mulheres que não têm informação sobre seus direitos e também como agir em casos de feminicídio", explicou.
Para a dirigente do Saspe e madrinha do PLP, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, o curso entra para o seu terceiro ano em Suzano, mostrando o seu potencial e a sua força. "A 7ª edição do PLP é resultado do sucesso deste curso. Estamos trabalhando para fazer de Suzano uma cidade igualitária, que fomente a sororidade (irmandade entre mulheres) e que valorize o público feminino. Enquanto eu estiver à frente do Saspe e do Fundo Social de Solidariedade, trabalharei pelo fim da violência contra a mulher", concluiu.
A capacitação
O Curso Promotoras Legais Populares é um projeto de cidadania desenvolvido sob uma perspectiva da construção da igualdade de direitos entre as diversidade étnico-racial, sexual e classe social.
A capacitação foi desenvolvida a partir da iniciativa da União de Mulheres do Município de São Paulo, com a parceria da organização Themis - Gênero e Justiça (RS), do Instituto Brasileiro de Advocacia Pública (IBAP) e também do Movimento do Ministério Público Democrático (MPD).
A atuação das PLPs é pautada por ideais de democracia, dignidade e defesa dos direitos humanos das mulheres e do acesso à justiça e ampliação da cidadania, lutando pela equidade de gênero e por uma sociedade onde elas sejam reconhecidas e respeitadas no que se refere ao seu valor humano, social, político e econômico.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos