Esportes
Publicada em 09/02/2019 - 21h32min

No sufoco

Peixe marca nos acréscimos e bate Mirassol no Pacaembu

Em dia das estreias de Cueva e do goleiro Éverson, o time misto do Santos sofreu para vencer o Mirassol ontem, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Jean Mota marcou o único e suado gol da partida aos 49 minutos do segundo tempo.
Com o apertado triunfo, o Santos se recuperou da inesperada goleada sofrida diante do Ituano, por 5 a 1, na rodada passada. O time santista segue na liderança do Grupo A, agora com 15 pontos. Já o Mirassol continua com cinco, na quarta e última colocação do Grupo C.
Após fazer mistério nos últimos treinos, Sampaoli voltou a realizar mudanças na equipe. Poupou titulares, em razão das recentes e desgastantes viagens do time, retomou a formação com apenas dois zagueiros e deu chance a dois estreantes: o goleiro Éverson e o meia-atacante Cueva.
Cueva nem chegou a ser apresentado oficialmente (seria na sexta, mas houve cancelamento em razão da tragédia no CT do Flamengo), fez poucos treinos com os demais companheiros, mas acabou sendo um dos destaques do time no morno primeiro tempo. Atuando como armador, mais centralizado, chamou o jogo e foi o responsável pela movimentação do setor ofensivo.
Mas a falta de entrosamento entre ele, Soteldo e Eduardo Sasha pesaram. Assim, Jean Mota e Diego Pituca eram os únicos a atuar de forma mais solta. Aos poucos, o Mirassol acabou se armando bem na defesa e passou a ter facilidade para neutralizar as investidas dos mandantes.
No segundo tempo, sem mudanças na equipe, o Santos criou grande chance de abrir o placar logo aos 4 minutos. Em jogada de Jean Mota pela direita, Soteldo cruzou para Cueva, livre de marcação na área. O peruano dominou no peito e encheu o pé, mas a bola desviou em Gustavo Henrique e foi para fora.
Na sequência, Sampaoli devolveu dois titulares ao time, ao trocar Sasha e Cueva por Derlis González e Carlos Sánchez, respectivamente. As mudanças surtiram efeito e o ataque santista ganhou em volume e passou a pressionar a defesa do Mirassol.
A pontaria, contudo, comprometia as investidas da equipe. Aos 20, por exemplo, Soteldo desperdiçou chance incrível. Após finalização cruzada de Derlis, o venezuelano ficou livre na área para marcar. Mas pegou mal, praticamente com o gol livre, e mandou para fora, raspando a trave. Aos 30, Diego Pituca bateu colocado de fora da área, também para fora.
Nos minutos finais, o Santos tentou aumentar a pressão. Aos 47, Derlis bateu de longe e exigiu boa defesa do goleiro Tiago Cardoso. E, dois minutos depois, o mesmo Derlis bateu prensado dentro da área. A bola sobrou na pequena área para Jean Mota e o zagueiro, com vantagem para o santista, que conseguiu empurrar para as redes, diante do alívio da torcida.
Pela sétima rodada do Paulistão, o Santos volta a campo na segunda-feira da próxima semana, dia 18, para duelar com o Guarani, novamente no Pacaembu. Já o Mirassol jogará já na sexta, dia 15, contra o Ituano, também fora de casa. (E.C.)
Compartilhe

Video

Mais vistos