Autonews
Publicada em 16/03/2019 - 00h14min

Pioneira

Jeep busca se reinventar em Genebra

Este ano, a marca Jeep continua a surpreender o público no Salão Internacional do Automóvel de Genebra. A Jeep recebe 2019 como o ano de uma evolução que continua fiel aos valores fundamentais que representaram a marca por quase 80 anos.
Conforto, manobrabilidade e conectividade aumentaram ao longo do tempo, em paralelo com o desempenho em qualquer superfície dos SUVs Jeep. Agora, a marca está dando mais um passo evolutivo em direção ao respeito ao meio ambiente e reduzindo o custo total de propriedade, apresentando seus novos modelos de veículos híbridos.
Esta solução híbrida que integra a configuração técnica única de cada SUV Jeep, alimentará tanto o Renegade como o Compass, dando-lhes liberdade absoluta e aumentando suas capacidades para um novo nível. Esta opção permite o uso de motores elétricos mais poderosos, o que se traduz em autonomia elétrica pura de aproximadamente 50 quilômetros e uma velocidade máxima ao redor de 130 quilômetros por hora.
As unidades elétricas trabalham em sinergia com o novo motor a gasolina de 1,3 litro para aumentar a eficiência e a potência total. Para o Renegade, a potência varia entre 190 e 240 cv, gerando desempenho excepcional: a aceleração de zero a 100 quilômetros por hora é feita em cerca de 7 segundos. Os mesmos números, apesar de ainda aguardarem homologação, são alcançados com o primeiro híbrido Compass. Nele, a ação simultânea dos motores de combustão interna (ICE) e elétrico desenvolve até 240 cv de potência.
Mas acima de tudo, graças a eletrificação, a gama Jeep aumenta ainda mais a sua capacidade off-road lendária graças ao maior torque desenvolvido pelo motor elétrico e à capacidade de ajustá-lo com extrema precisão durante a arrancada e ao dirigir em superfícies desafiadoras, onde é necessária uma relação de transmissão muito baixa.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos