Cidades
Publicada em 16/04/2019 - 22h14min

SBB distribuiu 6,3 milhões de Bíblias no ano passado

Em seu esforço de tornar a Palavra de Deus acessível a todas as pessoas, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) distribuiu, em 2018, 6.388.903 Bíblias. Desse montante, 1,3 milhão no formato digital - por download - e, em sua grande maioria, de forma gratuita. Considerando o total de Escrituras, que inclui Novos Testamentos, livretos, folhetos, publicações infantis e obras acadêmicas, a SBB registrou um aumento de 6% em relação ao ano anterior, com a marca de 235.199.145 exemplares, entre publicações impressas e digitais.
O Relatório de Distribuição da SBB evidencia a característica do maior best-seller de todos os tempos. "Ao trazer uma mensagem de esperança para a humanidade, a Bíblia atravessa gerações e mostra-se sempre atual. Prova disso é sua grande aceitação nos meios digitais, ampliando em grande parcela o potencial de leitores, que também podem ter suas vidas transformadas pela Palavra de Deus", afirmou Erní Seibert, diretor-executivo da entidade.
Para cumprir sua missão, a SBB conta com um parque gráfico destinado exclusivamente à produção de Bíblias e Novos Testamentos - a Gráfica da Bíblia, localizada em Barueri (SP) - e nove unidades regionais espalhadas pelas principais capitais do país. Contribuem também os investimentos em novas tecnologias, que permitem que o livro mais lido, traduzido e distribuído do mundo seja acessado facilmente, a partir de computadores, tablets e smartphones. "Por meio do aplicativo YouVersion, podem ser feitos os downloads gratuitos de todas as nossas traduções", complementou Seibert.
A SBB prima pela qualidade de suas traduções da Bíblia. Fiéis aos originais bíblicos, seguem padrões de excelência internacionais, reunindo as traduções preferidas pelos leitores da Bíblia. Este diferencial está presente desde a mais antiga, a Tradução Brasileira (TB). Lançada em 1917, foi a primeira totalmente produzida no Brasil. Na época do lançamento, a TB ficou conhecida como a "tradução tira-teima", devido à sua literalidade.
A Bíblia Almeida Revista e Corrigida (ARC) tem por base a tradução feita por João Ferreira de Almeida no século 17. Sua linguagem é clássica, tendendo ao erudito. Em novembro de 2017, a SBB concluiu a revisão da tradução de Almeida Revista e Atualizada, uma das mais prestigiadas pelos cristãos brasileiros. Intitulada Nova Almeida Atualizada, a obra é resultado de quatro anos de trabalho e recebeu melhorias com o objetivo de tornar o texto mais compreensível, sem perder a essência da tradução de Almeida.
Já a Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), lançada em 2000, caracteriza-se pela linguagem mais simples e próxima da falada pelo brasileiro em seu dia a dia, sendo ideal à evangelização e também para as novas gerações e novos leitores da Bíblia.
Sem fins lucrativos, a SBB também destaca-se por seu trabalho na área social, que busca atender de forma integral pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social, oferecendo Escrituras focadas para segmentos variados e diferentes contextos.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos