Cidades
Publicada em 30/05/2019 - 00h34min

Nicolas Takada*
Desconto no transporte

Mogi tenta solucionar passe do professor

As coordenadoras do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) de Mogi das Cruzes, Inês Paz e Vânia Pereira da Silva, estiveram ontem na Redação do Grupo Mogi News, e afirmaram que a entidade se reuniu com o secretário municipal de Transportes de Mogi das Cruzes, José Luiz Almeida, para tratar a respeito do corte do passe escolar para os professores da rede estadual.
O chefe da pasta informou que, após encontro com a Apeoesp, se reuniu com a empresa Mogi Passes, responsável por coordenar o desconto no transporte público. O conteúdo da reunião não foi informado, mas a prefeitura garantiu que uma nova conversa com a empresa será agendada para tratar do bloqueio da tarifa-estudante para os professores.
Na semana passada, os professores foram surpreendidos por um bloqueio do passe escolar, que também era fornecido aos educadores. Diversos professores de escolas estaduais, municipais e particulares ficaram impossibilitados de trabalhar. "É uma situação constrangedora, além disso, muitos docentes trabalham em mais de uma escola e, sem o vale-transporte, fica difícil trabalhar", disse Inês, coordenadora da Apeoesp.
Vânia reforçou que não concorda com o corte do benefício por parte da empresa Mogi Passes e aguarda atitude da Secretaria Municipal de Transportes de Mogi. "A ajuda de custo que os professores da rede estadual recebe é individualizado (varia com a carga horária e salário), mas geralmente não passa de R$ 31. Não recebemos vale-transporte, apenas uma ajuda de custo que não condiz com as jornadas de trabalho da maioria dos docentes", disse.
A prefeitura informou, em nota, que não concorda com a suspensão do passe escolar aos professores sem a comunicação prévia, indicando, contudo, que a atitude não teve interferência do órgão público. "O benefício era uma cortesia oferecida pela empresa Mogi Passes aos profissionais da Educação, não estando prevista em contrato", informou a administração municipal. 
*Texto supervisionado pelo editor.
  • Vânia: 'Ajuda de custo não é suficiente'
  • Inês: 'Situação constrangedora à classe'
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos