Cidades
Publicada em 22/06/2019 - 15h49min

Thamires Marcelino*
Volume de água

Represas que integram o Spat apresentam queda

A maioria das represas que integram o Sistema Produtor Alto Tietê (Spat) apresentou queda no volume de água em um comparativo da sexta-feira da semana anterior para anteontem. A exceção é a represa de Ponte Nova, que obteve um pequeno aumento de 0,3 ponto percentual, de acordo com os dados divulgados anteontem pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A queda no volume está ligada à diminuição das chuvas desde o fim do verão, em março.
Na sexta-feira da semana passada, a Ponte Nova estava com o volume total de 98,3% de sua capacidade e anteontem apresentou o número de 98,6%. Já as quatro represas restantes apontaram declínio de volume, como é o caso de Biritiba, que obteve o maior índice de queda. Na sexta-feira retrasada a represa tinha 79,2% e em uma semana diminuiu 5,4 pontos percentuais, chegando a 74,8% na manhã de ontem.
A segunda maior queda é relativa a uma das principais represas do Spat, a Taiaçupeba, onde foi identificado 3,6 pontos percentuais de declínio. Na sexta-feira da semana anterior, a estrutura suportava o volume total de 99,1% e ontem começou a apresentar 95,5%.
Em Paraitinga, o volume total composto no espaço era de 102,6% na sexta-feira da semana passada. Anteontem o reservatório indicou queda de 0,8 ponto percentual, chegando a 101,8%.
Outra represa popular é a de Jundiaí, que também diminuiu a capacidade de água em uma semana. De acordo com os dados disponibilizados pela Sabesp, na semana anterior o espaço tinha 98,9% e até ontem obteve 98,1%. A redução significa que a queda foi de 0,8 pontos percentuais.
*Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos