Cidades
Publicada em 12/08/2019 - 20h56min

Itaquaquecetuba

Grupo defende proposta para melhorar transporte

Integrantes da plataforma Bora Itaquá vão à câmara e apresentam ideias para o setor público

Foto: Divulgação/Câmara de Itaquá

Intenção do grupo na conversa com vereadores foi conseguir apoio para a proposta
O presidente da Câmara Municipal de Itaquaquecetuba, vereador Edson Rodrigues (Podemos), o Edson da Paiol, e os vereadores Adriana Aparecida Felix (PSDB), a Adriana do Hospital, e David Ribeiro da Silva (PPS), o David Neto, receberam na manhã de ontem quatro integrantes da plataforma Bora Itaquá, que apresentaram um projeto de lei complementar para o transporte público municipal. O objetivo do grupo é evitar que a prefeitura faça uma nova licitação sem atender aos anseios da população.
Igor Santos, Lucas Landin, Diana Costa e Thiago Rodrigues, representantes do Bora Itaquá, explicaram que a lei complementar, primeiramente, deveria ser de iniciativa popular, mas com a dificuldade em conseguir o número mínimo de assinaturas, a melhor ideia foi procurar os vereadores e sugerir uma parceria nesta luta. Entre as críticas ao sistema atual de transporte público está o alto valor das tarifas, que deveria ser baseado na renda média do munícipe.
"Essa lei traça diretrizes para a execução dos serviços de transporte, como o tempo de uso dos ônibus, o tempo de contrato (com a empresa). O ideal é que a lei venha antes da licitação, para direcionar (os serviços)", disse Santos. "Seria um termo de referência para os serviços de transporte", entendeu a vereadora Adriana.
A proposta é oficializar medidas como a maior concorrência entre empresas, o preço justo das tarifas, a implementação do bilhete único, entre outras ações que hoje não são realizadas na cidade de Itaquaquecetuba e tornam o serviço alvo de muitas críticas.
O presidente da câmara explicou quais os trâmites legais para que o grupo atinja seus objetivos e abriu as portas do Legislativo para que o projeto de lei seja discutido e votado. "O primeiro passo é marcarmos uma reunião com a Comissão de Transportes, que cuida deste assunto. No que precisar da câmara e for benéfico para a população, estamos à disposição", resumiu Edson da Paiol.
Outra proposta concordada na reunião foi a de realizar uma audiência pública, que pode ser feita na própria câmara, para apresentar a proposta à população e aos demais vereadores.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos