Cidades
Publicada em 02/12/2019 - 17h37min

Douglas Pires

Infância na rua Ipiranga

Foto: Divulgação

Onde morava quando criança, em ruas de terra, Lemos (de boné) era rodeado de amigos
A mãe do cirurgião-dentista tem 90 anos e se chama Benedicta Apparecida Dias Lemos. Vive na rua Ipiranga, quase na esquina com a rua Deodato Wertheimer, no coração de Mogi das Cruzes, desde que se casou, na década de 1950. No entanto, se alguém chegar naquela e região e perguntar pela dona Benedicta, ninguém vai saber de quem se trata. "A minha mãe é muito conhecida como a "dona Bidú". Foi um apelido que a tia dela, irmã da minha avó, deu a ela porque achava que ela se parecia com uma cantora lírica chamada Bidú Sayão", explicou, rindo.
Foi nesta região que Benedito passou a infância. Onde hoje é um aglomerado de carros e ônibus, já que podemos afirmar que a rua Ipiranga é um dos principais corredores da cidade, há 60 anos tinha um ar pacato, ruas de terra e crianças brincando na rua. "Eu nasci ali, em casa, no ano de 1956. Ainda tinha rua de terra. Fazíamos de tudo, desde andar de bicicleta até carrinho de rolemã, jogar bolinha de gude, pião...", relembrou.
O pai do dentista, o senhor Antonio de Padua, era de Queluz, no Vale do Paraíba, e ainda jovem veio pra Mogi. Neste tempo acabou conhecendo a dona Bidú. "Minha mãe foi amiga de infância do desenhista Maurício de Sousa. Recentemente, o canal History Chanel fez um documentário sobre a vida dele e minha mãe participou. Este material do "History Channel" foi apresentado pelo Fábio Porchat e ela foi convidada para participar. Ele (Maurício de Souza) esteve no meu casamento e tudo mais", contou.
Em 1973, Benedito conheceu a sua esposa, a nutricionista Claudia Maria Garzon Lemos, de 63 anos. Um encontro que contou com uma certa premonição do pai. "Engraçado que começamos a estudar juntos no Washington, no segundo colegial. Em maio de 1973, no meu aniversário, dia 13, meus amigos fizeram uma festa surpresa pra mim. Eu tinha uma prima que era amiga da minha esposa. Nesta festa surpresa, a Claudia estava junto. Meu pai era uma pessoa muito reservada, muito tranquila. Mas nesta festa ele viu a Claudia e disse: 'O Zé vai se casar com aquela menina'.
No ano seguinte, um infarto fulminante levou seu pai. Meses depois, em outubro, Lemos inciou o namoro com a Cláudia, a menina da festa. "Estamos juntos desde outubro de 1974. Casamos em 1982 e, neste ano, comemoramos 37 anos de casamento, dia 27 de outubro. Da nossa união vieram os filhos Stefano Garzon Dias Lemos e Giovanna Garzon Dias Lemos", contou.
Os filhos seguiram o caminho da Saúde e hoje trabalham como médicos. "Meu filho é cardiologista ela é onco-hematologista", finalizou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos