Opinião
Publicada em 26/11/2019 - 23h40min

Nossa realidade

O Brasil se prepara para realizar mais uma vez o Censo no próximo ano. Somente no Alto Tietê, 481 mil residências serão visitadas de agosto a outubro de 2020, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo execução do maior levantamento de dados e informações da população brasileira que acontece a cada dez anos.
Apesar de parecer um processo burocrático para uns, a realização do Censo é extremamente importante, já que muitas políticas públicas são pensadas a partir dos dados sociais, demográficos e econômicos gerados pela pesquisa, que possibilita a coleta de várias informações, tais como o número de homens, mulheres, crianças e idosos, onde e como vivem as pessoas, o que consomem, entre outros aspectos.
O Censo retrata como vive nossa população, o que ela tem, o que ela não tem, o que ela precisa, novas tendências, entre outros indicadores fundamentais para que se crie novas possibilidades, novos serviços, novas referências em benefício da população.
Atualmente, os governos federal, estadual e municipal trabalham com dados defasados, de dez anos atrás, quando foi realizada a última pesquisa, e é fato que muita coisa mudou de lá para cá.
É importante que todos sejam informados e orientados sobre as visitas dos agentes do IBGE que farão as perguntas para cada família. Esses profissionais, devidamente identificados, precisam ser recebidos pela população para que possam fazer o seu trabalho. É imprescindível também que todas as perguntas sejam respondidas com sinceridade para que os dados coletados sejam reais.
Munidos com as informações que serão geradas a partir dos dados do Censo, os responsáveis pelas cidades, estados e pelo País precisam analisar a atual situação do Brasil e trabalhar na criação de políticas públicas e ações que realmente atendam a necessidade da população. Pelo menos é isso que se espera e é para isso que o Censo existe.
Em tempos de violência extrema e desemprego crescente é preciso que o retrato do Brasil gerado pelo Censo seja usado a nosso favor.
Compartilhe

Video

Mais vistos