Opinião
Publicada em 23/01/2020 - 00h38min

Contracapa

Boa notícia
Vem em boa hora a notícia de que as restrições no atendimento da Maternidade da Santa Casa poderão ser revogadas. Melhor ainda é saber que a medida poderá valer em questão de dias. Na verdade, quanto antes acontecer, melhor, já que são indiscutíveis os transtornos que as gestantes sem perfil de urgência e emergência acabam passando com o encaminhamento a outros hospitais.
Otimismo
Pode parecer cedo e até otimista demais, mas fica a expectativa de que a Santa Casa também consiga dar continuidade ao projeto de ampliar a Maternidade, depois da reforma do Pronto-Socorro. A contar pela superlotação na estrutura atual - que levou à suspensão do atendimento - está claro que a cidade tem demanda para um número maior de leitos neonatais.
Mais vagas
Não se pode deixar de considerar a previsão de aumento em mais 500 partos por mês com a construção da Maternidade Municipal. Mas isso, como as obras estão apenas começando, não é para agora.
Alto Ipiranga
Deverá ser conhecido hoje - com a publicação oficial da homologação do chamamento público - o nome da Organização Social (OS) que irá gerenciar a Unidade Básica de Saúde (UBS) Alto do Ipiranga. Participam do processo a Cejam, a INTS e a InSaúde. Procurada no final da tarde de ontem, a Secretaria de Saúde disse não ter ainda o nome da vencedora.
Emergencial
Até começar a valer o novo contrato, a UBS está sendo administrada pela Cejam. A OS assumiu a unidade emergencialmente após a saída da Pró-Saúde, em agosto.
Simpatia
Rivalidade gaúcha, o clássico GreNal chega aos campos paulistas, já que, neste sábado, no Pacaembu, Grêmio e Internacional fazem a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, que teve jogos em Mogi e Suzano. Aliás, o Grêmio teve uma interessante identificação com Mogi, chegando a pedir mais de uma vez (e sendo atendido) para que suas partidas da Copinha fossem realizadas no Estádio Municipal Francisco Ribeiro Nogueira, o Nogueirão.
Compartilhe

Video

Mais vistos