Cidades
Publicada em 18/02/2020 - 00h45min

EVANGELIZAÇÃO

Centro de Treinamento Bíblico em presídio pode virar modelo

Centro de Treinamento Bíblico em presídio pernambucano pode incentivar governos e igrejas a ações parecidas

Foto: Reprodução

Presídio de Igarassu (PE) deverá receber unidade de Centro de Treinamento Bíblico
Uma iniciativa promovida em Pernambuco - de parceria entre o poder público e uma igreja evangélica para a implantação de um Centro de Treinamento Bíblico em um presídio - poderá servir de exemplo para outros estados, inclusive São Paulo, e regiões como a do Alto Tietê. Além disso, poderá despertar igrejas que tenham interesse em desenvolver esse tipo de trabalho de ressocialização.
O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Ressocialização (Seres), celebrou um convênio com a Igreja Evangélica Verbo da Vida, para a criação do Centro de Treinamento Bíblico no presídio da cidade de Igarassu, na região metropolitana de Recife. O ato oficial informa que o objetivo da nova unidade é "capacitar homens e mulheres para a propagação eficiente e contínua do Evangelho pregado e estabelecido por Jesus Cristo".
O acordo entre o governo estadual e a igreja evangélica valerá até 2023, tendo prazo de 36 meses. A assinatura do convênio coube à Seres. "A Secretaria Executiva de Ressocialização informa que todos os credos que tenham por objetivo fortalecer o processo de ressocialização são bem-vindos às unidades prisionais de Pernambuco", diz nota oficial distribuída sobre o assunto.
A legalidade da implantação de espaços religiosos nas unidades prisionais está prevista no artigo 24 da Lei de Execução Penal 7210/1984, cujo texto esclarece: "A assistência religiosa, com liberdade de culto, será prestada aos presos e aos internados, permitindo-se-lhes a participação nos serviços organizados no estabelecimento penal, bem como a posse de livros de instrução religiosa. § 1º) No estabelecimento haverá local apropriado para os cultos religiosos".
A iniciativa em Pernambuco traz um incentivo para que igrejas e outras instituições interessadas em participar de trabalhos de ressocialização como o citado, inclusive em São Paulo, busquem caminhos para que parcerias semelhantes possam ser firmadas. Ações evangelísticas em presídios já são realizadas, mas os termos do convênio podem servir como base para novas inserções.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos