Cidades
Publicada em 18/02/2020 - 00h44min

Thamires Marcelino*
Com a filha

Pai agride rapaz por troca de mensagens

Um homem de 41 anos agrediu um estudante de 19 após ler mensagens de texto no celular da filha, com o rapaz. O caso aconteceu no sábado passado na avenida Guilherme George, em Mogi das Cruzes, local onde os dois marcaram o primeiro encontro para se conhecerem. De acordo com a Polícia Militar, o estudante também teria enviado diversas fotos para a menina, com idade de 13 anos, o que gerou a revolta do pai.
O autor do crime confessou aos policiais que havia lido mensagens no celular da filha marcando o encontro na avenida Guilherme George e, por este motivo, deixou preparada uma arma de pressão para agredir o estudante na região da cabeça. Apesar dos ferimentos, o jovem foi levado à Unidade Básica de Saúde (UBS) de Jundiapeba e liberado após o atendimento e as medicações.
O autor da agressão, um funcionário público, responderá por lesão corporal, já que agrediu o rapaz. Além disso, as autoridades vão realizar uma perícia no aparelho celular do estudante e da menina para avaliar as mensagens de texto e de imagens. Se houver fotos e mensagens impróprias, ele pode ser indiciado com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por possuir ou armazenar fotografia/vídeo de menor.
O estudante também foi levado para a delegacia e contou que não conhecia a adolescente pessoalmente. Este seria, de fato, o primeiro encontro dos dois. Ainda de acordo com o depoimento do rapaz, o contato nunca ocorreu fisicamente, apenas por meio das redes sociais. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial como lesão corporal, ameaça e adquirir, possuir ou armazenar fotografia/vídeo.
Botujuru
Outro caso de violência registrado também no último sábado, em Mogi das Cruzes, aconteceu no bairro do Botujuru. Um homem de 27 anos agrediu com golpes de vassoura a companheira, grávida de 19 semanas.
De acordo com o Boletim de Ocorrência, a mulher afirmou que o indivíduo possui vício em cocaína, além do consumo frequentemente de bebidas alcoólicas. Para ser liberado, o homem deverá pagar uma fiança no valor aproximado de R$ 2 mil.
* Texto supervisionado pelo editor.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos