Esportes
Publicada em 10/03/2020 - 23h23min

Estadão Conteúdo
Libertadores

Com pontaria em baixa, São Paulo recebe a LDU

Equipe está criando boas oportunidades de gol, mas o aproveitamento do ataque anda ruim

Foto: Divulgação/SPFC

Antony admite problemas nas finalizações e diz que grupo trabalha para melhorar
O técnico Fernando Diniz e o torcedor do São Paulo certamente estão satisfeitos com o setor de criação da equipe neste começo de temporada. Por outro lado, um problema observado no Campeonato Paulista se repetiu na estreia da Libertadores: as inúmeras chances de gol desperdiçadas. No jogo de hoje, às 21h30, no Morumbi, o São Paulo busca acertar o alvo diante da LDU, do Equador, para evitar se complicar no Grupo D.
Na rodada inaugural da fase de grupos da Libertadores, o São Paulo foi o segundo time que mais finalizou. Foram 18 chutes na partida diante do Binacional, com seis certos e 12 errados, sendo apenas um gol marcado na derrota de virada por 2 a 1 no Peru. Dos 32 times que estão no torneio, só o Inter finalizou mais na primeira rodada: 26 chutes, com dez certos e 16 errados, e três gols marcados na vitória sobre a Universidad Católica, do Chile.
As chances criadas pelo São Paulo em 2020 fazem a equipe liderar o número de finalizações do Estadual. Em nove rodadas, foram 164 chutes, sendo 66 certos e 98 errados, com 12 gols marcados. É o terceiro melhor ataque, atrás de Palmeiras e Mirassol, que têm 15 gols marcados cada um.
Antes do treino de ontem, o atacante Antony admitiu o problema nos chutes a gol. "Sabemos que tivemos muitas oportunidades na estreia, mas o grupo tem trabalhado muito para que isso não se repita. Eu vi o lance que perdi (contra o Binacional), sei que não pode errar uma chance clara", lamentou.
Compartilhe
Comentários
Comentar

Video

Mais vistos